iMac e o meio ambiente.

A Apple desenvolve seus produtos pensando no meio ambiente. É por isso que o iMac consome pouca energia, não possui diversas toxinas nocivas e é altamente reciclável.

Veja o Relatório de Conformidade Ambiental da Apple em formato PDF sobre o

Eficiência de energia

O iMac foi projetado para consumir menos energia. Ele recebeu a qualificação ENERGY STAR da EPA pelo baixo consumo de energia.

Fonte de alimentação eficiente.

O iMac vem com uma fonte de alimentação supereficiente que reduz a quantidade de energia desperdiçada no trajeto da eletricidade da tomada até o seu computador. O menor consumo de energia, além de reduzir as contas, reduz o impacto ambiental das emissões de gás do efeito estufa das usinas elétricas.

Gerenciamento avançado de energia.

Ao contrário de vários PCs com Windows, o iMac utiliza componentes de hardware mais econômicos que colaboram com o sistema operacional para economizar energia. O Mac OS X reduz a velocidade dos discos rígidos, ativando o modo repouso nas telas econômicas retroiluminadas por LED e distribui, de forma balanceada, as tarefas entre os processadores principais e os processadores gráficos. Ele nunca perde uma oportunidade de economizar energia, por menor que seja. Até ajusta o processador entre as teclas que você pressiona, reduzindo o consumo de energia nesse intervalo. Essa é apenas uma das diversas maneiras que a Apple faz pequenas economias de energia que juntas significam muito.

Qualificação ENERGY STAR.

O iMac atende aos rígidos requisitos de baixo consumo de energia estabelecidos pela EPA, tendo recebido a certificação ENERGY STAR. A ENERGY STAR 6.0 estabelece limites bastante rígidos de eficiência para as fontes de alimentação e consumo anual de energia dos computadores.

Há três formas de reduzir o consumo de energia: usar fontes de alimentação mais econômicas, componentes que consumam menos energia e software de gerenciamento de energia. Cada milliwatt conta, o Mac OS X controla até a atividade do processador no intervalo das teclas pressionadas, economizando milliwatts de energia.

Eliminação de substâncias tóxicas

Há uma coisa que o iMac não tem e que o deixa ainda mais ecológico. Várias substâncias tóxicas como mercúrio, arsênico, BFRs e PVC.

Menos toxinas.

O maior desafio do mercado em termos de ataque ao meio ambiente é a presença de arsênico, retardadores de chama bromados (BFRs), mercúrio, ftalatos e cloreto de polivinil (PVC) nos produtos. Os engenheiros da Apple se esforçaram para eliminar BFR e PVC dos chips, cabos internos e externos, conectores, isolantes, adesivos e vários outros componentes do iMac1. Eles foram além, eliminando várias outras toxinas comuns na fabricação de desktops, optando, por exemplo, por retroiluminação sem mercúrio e vidro sem arsênico para a tela do iMac.

Remoção dos materiais tóxicos: sem chumbo, sem BFR, sem PVC, sem mercúrio e vidro sem arsênico

Capacidade de reciclagem

Como o iMac é feito de materiais como alumínio e vidro, ele é bem mais reciclável e aproveitável, mesmo no final da sua longa e produtiva vida útil.

Materiais recicláveis.

A Apple reduziu o desperdício no final da vida útil do iMac através do seu design ultraeficiente e do uso de alumínio e vidro, produtos que os recicladores podem aproveitar.

Reciclagem de graça para o seu computador antigo.

Se você mora no Brasil, a Apple conta com um programa de reciclagem gratuita para computadores e monitores antigos, disponível na compra de qualquer Mac novo. Saiba mais no site da Apple sobre reciclagem

Alumínio, vidro
  1. Cabo de alimentação AC sem PVC disponível em todas as regiões, exceto na Índia e Coreia do Sul.
  2. Quatro anos de uso para os computadores Mac e três anos de uso para o iPhone e os modelos de iPod.