iPhone nos negócios

Kids Crooked House

Missão com diversão e iPhone.

Em 2005 Glen Halliday estava preocupado: seus filhos estavam passando muito tempo sentados no sofá. Halliday acreditava que se conseguisse fazer alguma coisa que atraísse a atenção deles, ele conseguiria tirar eles de lá usando a sua criatividade. Ele foi até a sua marcenaria e assim surgiu uma casa de brinquedo colorida e toda torta, com jeito de casa de desenho animado. E não foram só os seus filhos que adoraram, mas também a sua família, os amigos e vizinhos.

Foi assim que nasceu a Kids Crooked House, a empresa do Halliday. Dois anos depois, quando seu investimento em marketing gerou uma montanha de pedidos, Halliday apelou para o iPhone.

Halliday logo sentiu a grande diferença. “Logo que comecei a usar o iPhone já notei a diferença em comparação com o celular que usava antes”, conta ele, “em termos de praticidade e como poderia integrá-lo com os meus negócios. Com a ajuda do iPhone podemos mergulhar nos negócios e sermos muito produtivos.

No controle

O iPhone tinha um grande diferencial com relação aos outros celulares: ele permitia que a KCH desenvolvesse apps personalizados ao nosso negócio. O primeiro deles foi o KPI, o Key Performance Indicators, que permite que Halliday e a sua equipe acompanhem as métricas do site da KCH.

Explica Halliday, ““Quando quiser posso entrar no KPI no meu iPhone para ver como está o nosso tráfego web, que tipos de conversões estamos conseguindo, quantos pedidos estão sendo feitos e se eles estão sendo feitos pelo catálogo ou B2B.”

Quando a KCH lança uma campanha ou alguma iniciativa, a KPI também consegue acompanhar. “Posso inserir um item e conferir na hora como está o seu desempenho”, continua Halliday. “Consigo gerar um relatório analítico diário, semanal ou mensal que posso acessar onde estiver.”

Além do KPI, a Kids Crooked House desenvolveu o KCHQ, um app para gerenciamento de projeto. “Quando iniciamos um projeto, ele é inserido no banco de dados e colocado na fila”, explica Halliday. “De lá, ele passa para a fase de produção e é entregue. Com esse app no iPhone, posso consultar em que fase está cada um dos nossos projetos.”

Uma experiência visual

Entre as melhores coisas do iPhone para a Kids Crooked House é a sua tela de 3,5 polegadas porque os nossos produtos têm um forte apelo visual. “Ter o iPhone à mão quando estamos conversando com o cliente nos ajuda muito”, conta says. “Apresentamos diferentes ideias, produtos e combinações de cores.”

“Somos uma marca extremamente visual”, diz Rich Rico, sócio da KCH. “Nosso forte são as cores, o desenho e os ângulos e estilos engraçados. Uma coisa ótima no iPhone é que ele me permite abrir arquivos grandes em PDF do Glen, fazer comentários e enviar tudo por e-mail de volta para ele. Em questão de minutos fazemos importantes modificações no design e assim atendemos melhor as necessidades do cliente.”

Halliday e a sua equipe também usam a câmera de iPhone para buscar inspiração. “A Amanda Pike, vice-presidente de vendas e operações, procura acessórios, tira fotos, me envia coisas para serem aprovadas e já compra o que decidimos na hora”, fala Halliday. “Também posso estar em algum lugar e encontrar a cor certa ou um cenário ótimo e enviar para a Amanda. Ela então pode repassar para a equipe para que eles entendam o que estou querendo.”

Halliday considera o iPhone como uma "janela aberta à criatividade”. “Com ele estou sempre conectado, capto imagens diferentes e salvo tudo para me inspirar. Também uso um app para brainstorming, o iBlueSky, para organizar as minhas ideias. Assim consigo transmitir a minha criatividade para o cliente, as crianças.”

Por dentro dos apps

Agora que já usamos o iPhone há alguns anos, Halliday e a sua equipe mergulham fundo nos apps e contam com uma enorme lista de apps sem os quais a empresa não pode viver.

“Usamos o app Carpenter em vários locais”, conta Halliday. “Ele nos ajuda muito a conseguir os ângulos certos. Com ele não precisamos levar ferramentas desnecessárias.” Com os clientes estrangeiros, eles usam o You Convert Pro, um app para conversão cambial e o Word Power, um app para a tradução de frases.

“Também uso muito o Dragon Dictation, é muito útil”, continua Halliday. “Não preciso parar para fazer anotações. Posso continuar onde estiver, gravar e mandar tudo por mensagem de texto ou e-mail.”

Halliday e a sua equipe usam o Travelocity e o Kayak para as reservas de viagem e o WeatherBug para conferir o tempo. “Fazemos muitas instalações externas em todo o país”, explica Halliday, “e eles nos ajudam a saber o que esperar.”

A vice-presidente Amanda Pike usa muito um app chamado Time para gerenciar os vários elementos de um projeto. “Com ele controlo o tempo de cada tarefa: projeto, fabricação, entrega e os custos, lógico. Quando estamos fora, anoto os custos e a quilometragem. Todos esses elementos são contabilizados no final do projeto e nos ajudam a nos manter dentro do orçamento.”

Assim que os pacotes são enviados, Pike acessa a UPS para acompanhar tudo. “Os pacotes não são pequenos e o cliente sempre quer saber onde estão as coisas”, explica ela. "O app UPS do iPhone consigo localizar o que preciso, quando preciso e de qualquer lugar.

Na sua opinião o iPhone tem tudo o que ela precisa e em um único dispositivo. “O que mais gosto no iPhone é que ele é tudo. Consigo fazer o que quiser com ele. Envio e-mails para os clientes, converso por telefone com eles, escrevo para eles. Cuido dos meus compromissos, das faturas e controlo as despesas. Consigo cuidar de tudo pelo iPhone."

Visão rápida da empresa

  • 7 funcionários
  • Sede em Portland, Maine
  • www.kidscrookedhouse.com
  • A Kids Crooked House já apareceu na Extreme Makeover: Home Edition, DIY: King of Dirt e Jon and Kate Plus 8.

“Como somos uma empresa pequena, precisamos ter certeza do retorno de cada centavo gasto. É por isso que investimos em tecnologias como o iPhone. Eles nos ajuda na nossa mobilidade, a ficarmos sempre conectados e atualizados.”

Rich Rico, diretor de Marketing


“Resumindo, com o iPhone tenho a empresa sempre ao meu alcance, no meu bolso.”

Glen Halliday, principal executivo
da empresa


“O que mais gosto no iPhone é que ele é tudo. Envio e-mails para os clientes, converso por telefone com eles, cuido dos meus compromissos, das faturas e controlo as despesas. Consigo fazer tudo o que eu preciso."

Amanda Pike, vice-presidente

Um app para se divertir, de verdade

A Kids Crooked House vem conseguindo bons resultados com a ajuda dos apps para iPhone que a empresa desenvolve internamente. Agora eles estão desenvolvendo um app dirigido ao grande público: o Kids Crooked House Active Play. Halliday explica: “Ele dá aos pais ideias ótimas de brincadeira, sempre de acordo com as condições do tempo. Ele dá sugestões para que pais e filhos brinquem juntos, para que as crianças brinquem fora, ou até mesmo dentro de casa. É uma forma de manter as crianças em atividade e fora do sofá.”