Chérie King explora um mundo sem limites.

A escritora de viagens Chérie King já desceu o rio Amazonas remando, comeu lagosta na brasa em Gana e visitou uma mina de sal subterrânea na Áustria. Com a sua paixão por aventura e o seu iPad Air, ela viaja pelo mundo e inspira outras pessoas com deficiência auditiva a fazer o mesmo.

A aventura como opção de vida.

“Com o meu iPad, compartilho as minhas viagens com o mundo. Agora que viram que isso é possível, outras pessoas com deficiência auditiva estão viajando cada vez mais.”

Chérie King, escritora de viagens

Viajar sozinha para países onde os idiomas, os alfabetos e os costumes são diferentes pode ser assustador para qualquer pessoa, imagine para alguém com deficiência auditiva. Aos 25 anos, apesar de sua deficiência, Chérie King decidiu que a missão da sua vida seria experimentar tudo o que ela pudesse do mundo. As histórias das suas viagens pelo mundo inspiraram outras pessoas a seguir seus passos.

King diz que esse espírito de aventura vem da sua mãe. “Minha mãe sempre nos levava em viagens espontâneas de carro, nunca sabíamos para onde estávamos indo, e eu adorava”, afirmou King. Na adolescência, King queria muito se aventurar e sair de sua cidade natal Boise, em Idaho. Então ela começou a reservar passagens para lugares distantes, como a China, o Brasil, a Índia, a Rússia e as Ilhas Maurício. Ela nunca deixou que nada a impedisse.

King, que nasceu com deficiência auditiva, depende principalmente da sua habilidade de leitura labial e do seu aparelho auditivo para entender melhor as conversas. Ela já viajou para 31 países e 5 continentes. Nessas viagens, o iPad se tornou um companheiro indispensável. “Mesmo as coisas mais simples, como anúncios nos aeroportos, são difíceis de entender”, diz King. “Já perdi voos porque não consegui ouvir o anúncio da mudança do portão de embarque. Agora uso apps no meu iPad para ver as notificações de alterações nos voos.” King usa diversos apps, de guias de viagens e mapas a apps de idiomas e tradução, para se conectar com pessoas e explorar cada destino ao máximo. “O iPad é uma das minhas ferramentas de viagem essenciais”, conclui King.

Marrakech, Marrocos

49

49 cidades

31

31 países

5

5 continentes

Indo até o fim do mapa.

King está sempre de malas prontas e a cada quatro meses viaja para um destino diferente. Ela já visitou 23 países sozinha nos últimos cinco anos, incluindo a África do Sul, Dominica e Letônia. Veja todos os lugares que ela já explorou.

Mas, para King, ver a beleza do mundo não é o bastante. Ela sabe que sempre há algo novo para descobrir e experimentar. Por isso ela adora compartilhar as suas viagens. Ela mantém toda a sua rede de amigos atualizada no seu site Flight of the Travel Bee e também no Twitter, no Facebook e no Instagram.

King acredita que registrando suas experiências, ela consegue ser um exemplo para outras pessoas que também têm deficiência auditiva.
“Eu conheci muitas pessoas com deficiência auditiva e todas me dizem que eu sou muito corajosa por viajar assim. Mas depois de acessarem meu site, elas perceberam que podem fazer a mesma coisa.”

Posts que dariam cartões-postais.

Através de fotos, publicações e tweets, Chérie King compartilha suas viagens com amigos e seguidores em todo o mundo.

Um mundo novo em cada esquina.

“Eu adoro me perder. Sempre acabo descobrindo lugares novos e sei que posso encontrar o caminho de volta com o meu iPad.”

Chérie King

Sempre que ela chega a uma cidade nova, começa a explorar tudo, com o iPad nas mãos. Às vezes ela acaba se perdendo, mas isso faz parte da diversão.

De Pequim a São Petersburgo, King percorreu ruas sinuosas, sempre com a ajuda do Mapas para se achar de novo. Como muitas pessoas não sabem a linguagem de sinais e ela só entende inglês, King depende de legendas no idioma local no Mapas para mostrar aos taxistas para onde ela quer ir.

Quando não tem um destino em mente, ela usa apps do iPad como AroundMe, Fotopedia e tripwolf para descobrir lugares próximos. Assim, King se sente livre para visitar cada canto de uma nova cidade, se aventurar por lugares desconhecidos para explorar pequenos restaurantes, ou participar de um jogo de jianzi no Lago Hoan Kiem. “O iPad é o meu companheiro de viagem e meu guia”, afirma King. “Ele sempre me ajuda a descobrir coisas interessantes que eu não conheceria sem ele.”

Um app para cada experiência.

Chérie King usa o iPad para explorar melhor cada destino, de encontrar o caminho com o Mapas até conversar com as pessoas usando apps de tradução.

Para King, há sempre uma descoberta incrível em cada canto, e o iPad está com ela o caminho todo. Com o BabelDeck e outros apps de comunicação no iPad, ela pode entrar em uma lanchonete da região e bater um papo com as pessoas. Com o app Triposo no iPad, ela pode criar roteiros de caminhadas por uma nova cidade. E durante os inevitáveis períodos de atraso e momentos de espera nos aeroportos, hotéis ou aviões, King assiste a filmes com legendas no iTunes e mantém contato com a família e os amigos com o FaceTime e o iMessage, ou anota ideias para suas próximas publicações no Notas. Quando volta para casa, ela usa o WordPress para escrever e publicar as histórias da sua última viagem.

Muito antes de começar a viajar sozinha, King sentiu que por trás de cada viagem havia a possibilidade de descobrir algo novo sobre ela mesma e sobre o mundo. Cada viagem faz com que ela acredite ainda mais nisso. “Eu adoro viajar para lugares diferentes. Você nunca sabe quem vai encontrar e como isso afetará você”, diz ela. “Com o iPad, consegui me tornar uma viajante mais aventureira e espontânea. E estou apenas começando.”

“Viajar mudou minha perspectiva de vida. Eu sempre aprendo algo novo e fico ansiosa para compartilhar a experiência com outras pessoas.”

Chérie King

Baía de Ha Long, Vietnã

For any size adventure.

Saiba mais sobre o iPad Air e o iPad mini com tela Retina. Eles são tão poderosos que você pode fazer qualquer coisa com eles. Também são tão finos e leves que você pode levar para qualquer lugar.