Romeu e Julieta, versão 2.0

Há vários anos que Larry Reiff, professor de Humanidades, leciona Shakespeare. Mas hoje fá-lo de uma forma totalmente diferente. Com o iPad, Larry dá vida a clássicos como Romeu e Julieta através de apps e redes sociais, tornando uma peça de 1597 relevante para os adolescentes dos dias de hoje.

“Como posso despertar o interesse dos alunos por literatura com 400 anos? Transformando-a numa experiência, e não apenas em palavras numa página.”

Larry Reiff, professor de Humanidades, Roslyn High School, New York

1

Apresentar o tema.

Uma nova forma de explorar a linguagem clássica através do iPad.

Muitos alunos têm dificuldade em compreender a linguagem de Shakespeare. É por isso que o professor Larry começa com atividades de interpretação dos versos do poeta.

3000

Palavras introduzidas na língua inglesa por Shakespeare


“O iPad permite aos alunos interagirem com aquilo que leem. Esta interação desperta o interesse deles e torna o ensino mais envolvente.”

2

Desenvolver a compreensão dos alunos.

O iPad transforma uma aula de literatura numa experiência interativa.

As encenações na sala de aula são uma forma tradicional de explorar o universo de Shakespeare. A aula do professor Larry leva-as para outro nível com atividades organizadas pelos alunos que culminam com uma encenação original da obra.

91%

Dos alunos de Larry sentiram que o iPad melhorou a aprendizagem de Romeu e Julieta


“O que mais gosto ao usar o iPad nas aulas é disponibilizar aos alunos inúmeras formas de me mostrarem que compreenderam a matéria.”

3

Testar os conhecimentos dos alunos.

Com o iPad, as aptidões dos alunos assumem o papel principal.

O último ato: para o projeto final, os alunos têm de analisar uma cena das adaptações modernas da obra. O professor Larry permite que eles utilizem qualquer app para melhor expressarem as suas ideias.

200

Vídeos relacionados com Shakespeare criados pelos estudantes de Larry utilizando o iMovie e outras apps

Durante o estudo, os alunos utilizam as redes sociais para se identificarem com as personagens.

Páginas de perfil. Uma das formas de os alunos desenvolverem uma ligação às personagens da peça é manterem um diário da personagem. No entanto, os alunos do professor Larry fazem-no através de um perfil numa rede social. Segundo ele, “a única coisa que muda é estarmos adaptados ao público do século XXI”.

Atualizações de estado. Num perfil de uma rede social, os alunos assumem a identidade das personagens ao publicar e comentar utilizando as palavras de Shakespeare. Adicionam-se como amigos, fazem Gosto em filmes e música e atualizam o estado de acordo com a ação na peça.

Avaliações de 140 carateres. Os alunos do professor Larry usam frases e expressões curtas para indicar a sua compreensão dos pensamentos ou sentimentos de uma personagem numa cena específica. Deste modo, ele consegue avaliar o nível de compreensão dos alunos.

“Qualquer que seja o nível de aprendizagem, as aulas são sempre iguais. Quer sejam os melhores alunos ou os que demonstram dificuldades, têm sempre algum aproveitamento. As possibilidades de aprendizagem são infinitas.”

iTunes U

Tudo num só local.

Veja na App Store

Larry Reiff utiliza o iTunes U para organizar e apresentar todos os livros, materiais, apps, livros e tarefas diretamente no iPad de cada aluno.

Veja o que pode fazer com o iTunes U

Personalizar e aperfeiçoar a aula.

Com a variedade de apps, livros, podcasts, filmes e música disponíveis no iTunes, criar uma aula personalizada é mais fácil do que parece. Comece com as apps que o professor Larry utiliza ou explore outras formas de integrar o iPad na sala de aula.

Descarregue um guia para explorar conteúdo didático no iTunes Veja a coleção Shakespeare no iTunes