Apple e o Ambiente

Actualização ambiental de 2008 da Apple

Nos últimos anos, a Apple fez um esforço concertado para ser mais transparente relativamente aos passos que estamos a dar para proteger o ambiente e tornar o nosso negócio mais sustentável. Nesta actualização ambiental, gostaria de o informar do nosso progresso recente e apresentar um sistema inovador de relatório que acreditamos ser único no nosso sector.

Remoção de Materiais Tóxicos

O ano passado, anunciámos o objectivo sem precedentes de eliminar a utilização de PVC e retardadores de chamas bromados (BFRs) nos produtos Apple até ao fim de 2008. Também nos comprometemos a remover o mercúrio dos nossos ecrãs e o arsénio do vidro dos ecrãs ao procedermos à transição para tecnologia LED mais eficiente.

O maior destes desafios foi eliminar o PVC e BFR, que muitas outras empresas só prometeram eliminar de certas peças, como caixas ou laminados para placas de circuito impresso. Na Apple, pelo contrário, estamos a remover todas as formas de bromo e cloro da totalidade do produto, não apenas PVC e BFR. A Apple testou e qualificou milhares de componentes e plásticos mecânicos sem bromo e cloro, e estamos nas fases finais do desenvolvimento e certificação de cabos de alimentação sem PVC.

Em Junho de 2007, a Apple deu início à comercialização de um novo MacBook Pro de 15 polegadas que incluía o primeiro ecrã LED de 15,4 polegadas sem mercúrio. Em Janeiro de 2008 atingimos um novo marco com a introdução do MacBook Air, o computador portátil mais fino do mundo e o primeiro a ser com vidro de ecrã sem arsénio e tecnologia de retroiluminação sem mercúrio. Mais recentemente, apresentamos os nossos primeiros iPods sem BFR e PVC, e iPhone 3G com ecrãs sem mercúrio. A nova família MacBook apresenta apenas ecrãs LED e continuamos determinados em cumprir o compromisso de produzir os computadores portáteis Apple mais ecológicos de sempre.

Tenho o orgulho de anunciar que todos os novos designs de produto da Apple estão a caminho de satisfazer o nosso objectivo para o final de 2008.

Reciclagem

Os programas de retoma dos produtos da Apple cresceram drasticamente desde a nossa última atualização, em que definimos alguns dos objetivos de reciclagem mais ambiciosos do sector. Em 2007, o nosso volume de reciclagem cresceu 57%, uma vez que a Apple recolheu quase 9,5 milhões de quilogramas de desperdícios electrónicos.

Lembre-se que medimos o nosso desempenho de reciclagem segundo uma norma inicialmente proposta pela Dell: comparar a quantidade recolhida com o peso total dos produtos vendidos sete anos antes. Em 2007, alcançámos uma taxa de reciclagem de 18,4%, o que superou em muito o nosso objectivo de 13%. O nosso objectivo para 2010 era 28%, e foi alcançado em 2008 — dois anos antes do previsto.

A Apple oferece agora opções de retoma para os nossos clientes em 95% dos países onde os nossos produtos são vendidos. Pode ler mais sobre o nosso progresso de reciclagem aqui.

Emissão de Carbono

O ano passado, prometi uma actualização sobre a emissão de carbono dos nossos produtos quando decidimos avaliar o verdadeiro impacto ambiental da Apple. A maioria das empresas incide nas emissões produzidas pelos seus escritórios, ou talvez pelas suas fábricas, mas descobrimos que isso representa apenas uma pequena fracção — menos de 5% — dos gases com efeito de estufa associados à electrónica de consumo.

Por isso decidimos medir as emissões em cada estágio do ciclo de vida de um produto, da produção e transporte, à sua utilização e eventual reciclagem. A partir de hoje, a Apple vai prestar informações sobre cada novo produto apresentado, para que os nossos clientes compreendam melhor o nosso progresso.

Os nossos novos Relatórios Ambientais de Produto, disponíveis através da hiperligação nesta página, oferece uma descrição detalhada da eficiência energética, composição e embalagem e, mais importante, das emissões de gases do efeito estufa de cada produto. Nenhuma outra empresa do sector fornece tantos detalhes sobre um produto.

Obviamente, estamos constantemente a trabalhar para reduzir as emissões associadas aos produtos da Apple. Isso significa torná-los mais eficientes em termos de tamanho e consumo de energia. Por exemplo, o iMac de 20 polegadas consome praticamente a mesma quantidade de electricidade que uma lâmpada doméstica de apenas 67 watts. Uma eficiência significativamente superior à prevista pelos concorrentes para os seus PC daqui a dois anos.

Estamos a abordar esta questão ao nível do produto porque pensamos ser a melhor forma de ajudar os nossos clientes a tomar decisões informadas relativamente às emissões de carbono e como as reduzir. Recomendo que consulte estes novos relatórios.

Steve Jobs