ResearchKit e CareKit

A dotar médicos e investigadores com novos meios. E a si também.

Médicos de todo o mundo estão a usar o iPhone para transformar a forma como abordamos a saúde. Com as apps criadas com o ResearchKit, os investigadores estão a fazer descobertas médicas a um ritmo e escala nunca antes vistos. Este sucesso levou‑nos a alargar o âmbito da investigação médica até aos cuidados de saúde individuais através do lançamento do CareKit, uma plataforma que permite aos programadores criarem apps para que possa monitorizar o seu próprio bem-estar diariamente.

Veja o filme

ResearchKitQuando a pesquisa clínica é mais fácil, a compreensão da doença é mais simples.

Para os investigadores médicos, compreender as doenças é o primeiro passo para as combater. O ResearchKit está a ajudá-los a atingir esse objetivo, já que se trata de uma plataforma open source para criar apps que facilitam o recrutamento de participantes e a realização de estudos clínicos. Desde o seu lançamento, a quantidade de dados recolhidos e novas descobertas tem sido impressionante.

Os sintomas da doença de Parkinson podem variar de dia para dia. Com a app mPower, Melinda Penkava pode monitorizar a sua saúde diariamente e partilhar informações com a equipa de cuidados médicos, onde quer que se encontre.

Mais participantes significa mais dados recolhidos. E resultados mais significativos.

O maior desafio que os investigadores médicos enfrentam é o recrutamento de participantes. Normalmente, os estudos têm amostras pequenas. O número de utilizadores do iPhone em todo o mundo é tão elevado que as apps criadas no ResearchKit podem reunir mais participantes e recolher mais informações. Os dados também podem ser recolhidos com muito mais regularidade, por dia ou por hora, enquanto as pessoas vivem a sua vida normal. O resultado são dados mais frequentes e uma amostra muito mais ampla, diversificada e representativa da população.

Investigação: do laboratório para o mundo real.

Com o ResearchKit, pode inscrever-se e participar facilmente em estudos utilizando o iPhone, que está sempre consigo. Já não é necessário ir a um hospital ou instituição de saúde para realizar tarefas e preencher questionários. Em vez disso, pode usar os sensores avançados do iPhone para realizar atividades que geram dados precisos onde quer que se encontre, baseados numa fonte de informação mais objetiva do que nunca.

A investigação tradicional atingiu o limite. Agora, temos tecnologia nos bolsos que nos permite ir ainda mais longe.

Dr. Helen Link Egger, Duke University Medical Center

A investigação já percorreu um longo - e rápido - caminho.

Em pouco tempo, as apps criadas no ResearchKit ajudaram a aumentar o número de participantes em estudos de instituições médicas. Este aumento ajuda os investigadores a fazer novas descobertas, de uma forma totalmente inovadora.

Criar uma imagem mais nítida da doença de Parkinson.

Desde o seu lançamento em 2015, a app mPower teve mais de 10 000 participantes inscritos no maior estudo sobre a doença de Parkinson até ao momento, 93% dos quais nunca tinham participado em qualquer tipo de investigação. A app ajuda os investigadores a compreender a doença de Parkinson, utilizando o giroscópio e outras funcionalidades do iPhone para medir a destreza, o equilíbrio, o movimento corporal e a memória. Assim os investigadores compreendem melhor os fatores que influenciam os sintomas, como o sono, o exercício e a disposição geral.

mPower

University of Rochester, Sage Bionetworks

Saiba mais na App Store

Descobrir uma melhor forma de diagnosticar o autismo.

Investigações demonstraram que o tratamento precoce de problemas de desenvolvimento pode levar a um aumento do QI e das capacidades de interação social. A app Autism & Beyond usa a câmara frontal HD do iPhone e algoritmos de reconhecimento facial inovadores para analisar as reações emocionais a vídeos de crianças a partir dos 18 meses. Uma vez que as crianças podem ser avaliadas sem a presença de um especialista, têm acesso a um diagnóstico e tratamento precoces. No primeiro mês, a app teve mais participantes inscritos do que um estudo presencial anterior com a duração de nove meses.

Autism & Beyond

Duke University, University of Cape Town

Saiba mais na App Store

Encontrar uma forma de prever ataques epilépticos com o Apple Watch.

Os investigadores acreditam que o Apple Watch pode vir a ajudar a prever a ocorrência de crises epiléticas. Desde o seu lançamento, a app EpiWatch tem permitido monitorizar com precisão e em tempo real o começo e duração de crises epilépticas, estabelecendo uma ligação entre os episódios e a medicação. No início de uma crise, os participantes podem abrir a app tocando numa complicação personalizada no Apple Watch. O acelerómetro e os sensores de ritmo cardíaco são acionados e é enviado um alerta automático para um familiar ou prestador de cuidados de saúde.

EpiWatch

Johns Hopkins University

Saiba mais na App Store
Com a app Autism & Beyond, diagnosticar o autismo nas escolas é tão fácil como identificar problemas de audição e visão. Para um tratamento eficaz, é fundamental detetar o autismo numa fase inicial.

Pode participar num estudo. Descarregue já uma destas apps.

Asma

Utilizando a funcionalidade GPS no iPhone, a app Asthma Health ajuda os participantes a controlar a asma, fornecendo informações em tempo real em locais com fraca qualidade do ar. E uma vez que o estudo regista padrões individuais, os investigadores esperam descobrir novas formas de personalizar o tratamento.

Asthma Health

Mount Sinai, Weill Cornell Medical College, LifeMap

Saiba mais na App Store

Concussão

A app Concussion Tracker monitoriza os pacientes durante seis semanas após sofrerem uma lesão na cabeça. Ao monitorizar o ritmo cardíaco e as capacidades físicas e cognitivas, os investigadores procuram compreender melhor as consequências a longo prazo das concussões.

Concussion Tracker

NYU Langone Medical Center

Saiba mais na App Store

DPOC

A app StopCOPD está a ser usada para saber mais sobre a DPOC (doença pulmonar obstrutiva crónica) e identificar fatores de risco. Através de sensores no Apple Watch, a app mede dados como a atividade física, ritmo cardíaco e padrões de sono para compreender como influenciam os sintomas respiratórios.

StopCOPD

DatStat

Saiba mais na App Store

Diabetes

Ao utilizar o acelerómetro e giroscópio no iPhone para medir o movimento, bem como informações sobre alimentação e medicação adicionadas pelo utilizador, a app GlucoSuccess ajuda os investigadores a analisar a relação entre os níveis de glicose e a atividade, a dieta e o tratamento. Os resultados apoiam a teoria de que existem vários subtipos de diabetes do tipo II, que reagem de forma diferente ao exercício.

GlucoSuccess

Massachusetts General Hospital

Saiba mais na App Store

Hepatite C

Através de uma combinação de dados de saúde, como o ritmo cardíaco e os níveis de atividade, e inquéritos sobre sintomas e tratamentos, a app C Tracker permite aos investigadores ver o impacto do vírus da hepatite C e a medicação atual na vida das pessoas.

C Tracker

Boston Children’s Hospital

Saiba mais na App Store

Melanoma

Com a app Mole Mapper, os utilizadores podem fotografar os seus sinais e detetar possíveis alterações. Ao recolher imagens de dezenas de milhares de participantes, os investigadores esperam criar um algoritmo que permita detetar melanomas nas fases iniciais.

Mole Mapper

Oregon Health & Science University

Saiba mais na App Store

Depressão pós-parto

A app PPD ACT vai ajudar os investigadores a compreender se existe predisposição genética para a depressão pós-parto. É a primeira app a usar o iPhone para consentir a recolha de uma amostra de ADN, o que simplifica o processo. Os participantes inscritos recebem um kit fácil de usar e enviar pelo correio.

PPD ACT

University of North Carolina, National Institute of Mental Health

Saiba mais na App Store

SleepHealth

Os investigadores estão a utilizar a app SleepHealth para identificar ligações entre hábitos de sono e doenças como diabetes, problemas cardíacos, obesidade, DPOC e depressão. A app SleepHealth utiliza sensores no Apple Watch para testar as reações ao longo do dia e compara os dados com os padrões e qualidade do sono registados pelo utilizador.

SleepHealth

University of California San Diego, American Sleep Apnea Association

Saiba mais na App Store

Há mais apps incríveis feitas com o ResearchKit.

Veja todas na App Store

CareKit Quanto mais souber sobre a sua saúde, melhor pode cuidar dela.

Com as ferramentas certas, pode cuidar da sua própria saúde. Foi por isso que criámos o CareKit, uma plataforma que permite aos programadores criarem apps para que possa monitorizar o seu bem-estar diariamente. Em vez de se limitar apenas às consultas médicas, pode registar regularmente os sintomas e a medicação, e partilhar as informações com a sua equipa clínica.

A app EpiWatch permite enviar uma notificação a um amigo ou familiar no início de uma crise epiléptica. Para Shaina Mims, é uma funcionalidade que faz com que se sinta muito mais segura. "Sinto que tenho mais controlo. Pode salvar vidas."


O CareKit já está a ser usado para desenvolver apps incríveis.

Os programadores estão a usar a plataforma CareKit para criar apps de monitorização da sua saúde. Em breve vai poder usar apps que incorporam módulos CareKit como Care Card e Insight Dashboard. Também vai poder comunicar diretamente com a sua equipa de cuidados médicos. Estas são algumas das primeiras apps.

Oferecer melhores cuidados pós-operatórios.

Esta app ajuda-o a cuidar de si próprio no período pós‑operatório após ter alta do hospital. Com o módulo Care Card do CareKit, a app permite gerir facilmente o período pós-operatório, como o registo da dor, temperatura, mobilidade e medicação, e a manter-se em contacto com o seu médico. As equipas clínicas podem ver os dados que introduz e indicam se deve consultar o seu médico.

App de cuidados pós-operatórios

Texas Medical Center

Em breve

Gerir problemas crónicos dia a dia.

Viver com doenças crónicas pode ser um desafio. Com esta app para controlar doenças crónicas, a sua equipa médica pode ver o registo diário dos sintomas e adequar o tratamento continuado. Utilizando o módulo Insight Dashboard do CareKit, a app mostra o progresso ao longo do tempo, revelando quais os tratamentos que estão a ter efeito. E vai poder partilhar estas informações com a sua equipa de cuidados médicos.

App para doenças crónicas

Beth Israel Deaconess Medical Center

Em breve

Uma forma mais simples de gerir os diabetes.

Viver com diabetes implica monitorizar constantemente a glicose. A app One Drop inclui módulos CareKit que registam a forma como se sente. Vai poder comparar a intensidade da dor, a fome e as tonturas com dados como os níveis de glicose, por exemplo. E todas estas informações podem ser partilhadas facilmente com familiares e prestadores de cuidados de saúde a partir da app.

App para diabetes

One Drop

Saiba mais na App Store

Tentamos prestar cuidados médicos aos pacientes através dos seus telefones, onde quer que se encontrem.

Dr. Ray Dorsey, University of Rochester

PrivacidadePartilhe os dados, mantenha a privacidade.

Sabemos que a privacidade da informação é importante para si e o ResearchKit e o CareKit foram criados a pensar nisso mesmo. O utilizador escolhe os estudos de investigação em que pretende participar, controla a informação fornecida às apps e pode ver os dados que partilha.

ParceirosColaboramos com reconhecidas instituições médicas.

Para desenvolver o ResearchKit e o CareKit, consultámos alguns dos principais hospitais e instituições médicas em todo o mundo. As suas experiências e conhecimentos ajudaram-nos a criar estruturas de software adaptadas a necessidades individuais e aos desafios que os investigadores médicos da atualidade enfrentam.

  • American Heart Association
  • Boston Children’s Hospital
  • COPD
  • Dana Farber Cancer Institute
  • Duke Medicine
  • Emory Healthcare
  • Harvard Medical School
  • Icahn School of Medicine at Mount Sinai
  • Johns Hopkins Medicine
  • Keck Medicine of USC
  • Keio University Hospital
  • Massachusetts General Hospital
  • NYU Langone Medical Center
  • OHSU
  • Sage Bionetworks
  • Stanford Medicine
  • UCSF
  • Universitats Freiburg Klinikum
  • University of Cape Town
  • University of Hong Kong
  • University of Nebraska Medical Center
  • University of Oxford
  • University of Rochester Medical Center
  • Yale School of Medicine

Open source.
Para que o mundo possa tirar o máximo partido.

O ResearchKit e o CareKit são open source para que todos possam contribuir para o avanço da investigação médica e monitorizar a sua própria saúde. As estruturas open source são a melhor forma de incentivar a comunidade médica e os programadores a colaborar e partilhar apps e métodos. Mal podemos esperar para ver o que vão criar.

ResearchKit

O ResearchKit pode ser usado por programadores em todo o mundo. Saiba mais em researchkit.org.

Se for um investigador e quiser saber mais, contacte-nos.

CareKit

O CareKit está disponível para programadores de todo o mundo. Saiba mais em carekit.org.

Para mais informações, contacte‑nos.