Recursos Será que um dia fabricaremos produtos sem gastar os recursos do planeta?

Queremos que nossa cadeia de produção seja um circuito fechado.

As cadeias de produção tradicionais funcionam de forma linear: as matérias-primas são extraídas, transformadas em produtos e muitas vezes vão parar em aterros após o uso. E, depois, o processo recomeça, com a extração de mais materiais para criar novos produtos. Acreditamos que nossa cadeia de fornecimento deve ser como um circuito fechado, fabricando apenas com recursos renováveis ou material reciclado. Para isso, criamos medidas que já asseguram que as matérias-primas que utilizamos sejam obtidas de forma responsável, seguindo padrões rígidos, e implantamos programas que geram mudanças positivas. Temos como objetivo pôr um fim em nossa dependência de recursos vindos da mineração. Começamos incentivando mais consumidores a reciclar seus dispositivos antigos pelo programa Apple Renew. E estamos testando novas e inovadoras técnicas de reciclagem, como nossa linha de desmontagem robotizada, para usar os materiais recuperados em novos produtos. É um objetivo ambicioso, que demandará anos de colaboração entre várias equipes da Apple, fornecedores e recicladores especializados. Mas é um trabalho que já está em andamento.

Também nos comprometemos a reutilizar, reciclar e converter em compostagem ou energia todos os resíduos gerados por nossa cadeia de fornecimento. Das nossas 18 fábricas de montagem, 17 já receberam a validação Zero Waste to Landfill da UL, evitando que mais de 240.000 toneladas de resíduos fossem despejadas em aterros desde janeiro de 2015. Recentemente, essa iniciativa foi expandida para outros 25 fornecedores.

Fechando o circuito em nossa cadeia de produção.

Matérias-primas(removidas na cadeia de produção em circuito fechado)

para Processamento

para Fabricação

para Uso do produto

para Lixo eletrônico (removido na cadeia de produção em circuito fechado)

As Matérias-primas e o Lixo eletrônico são substituidos na cadeia de produção em circuito fechado, com o ciclo retornando de Uso do produto para Processamento por meio deReutilização e reciclagem

Estamos sempre inventando maneiras melhores de reutilizar e reciclar. Pergunte ao Liam, nosso robô desmontador.

As técnicas atuais de reciclagem, como trituração, só conseguem recuperar alguns tipos de materiais e muitas vezes acabam degradando sua qualidade. Por isso, inventamos o Liam, uma linha de robôs que desmontam o iPhone 6 rapidamente, separando componentes valiosos e reduzindo a necessidade de extrair mais recursos. Com duas linhas Liam em funcionamento, podemos desmontar até 2,4 milhões de telefones por ano. É um experimento em reciclagem que está nos ensinando muito, e esperamos que esse tipo de atitude inspire outras empresas a tomar iniciativas parecidas.

Já começamos a usar parte dos componentes que recuperamos para criar novos aparelhos. Por exemplo, derretemos os gabinetes de alumínio do iPhone 6 recuperados pelo Liam e reutilizamos o material para criar os computadores Mac mini que usamos nas fábricas de montagem final do iPhone.

Então nos perguntamos: o que mais podemos fazer? Avaliamos 44 elementos e identificamos os principais fatores de risco em cada um para entender melhor onde deveríamos concentrar nossos esforços. De riscos ambientais a violações dos direitos humanos, tudo foi analisado em escala global. Começamos com o estanho. Passamos a usar estanho 100% reciclado para a solda na placa lógica do iPhone 6s e enviamos as placas lógicas do iPhone 6 recuperadas pelo Liam para um reciclador que consegue recuperar estanho, cobre e metais preciososnota de rodapé 1. Nosso próximo desafio será testar maneiras de recuperar o cobalto das nossas baterias de íon de lítio e reutilizá-lo em nossos produtos.

Materiais que o Liam pode recuperar a cada 100.000 iPhone 6 desmontados

  • Alumínio 1.900 kg
  • Ouro 1,3 kg
  • Prata 7 kg
  • Metais de terras raras 24 kg
  • Tungstênio 3,5 kg
  • Cobre 800 kg
  • Metais do grupo da platina 0,4 kg
  • Estanho 55 kg
  • Cobalto 550 kg
  • Tântalo 2,5 kg

Quando usamos recursos renováveis, usamos com responsabilidade.

Recursos valiosos da Terra, como a água e o papel, são renováveis se forem administrados de forma responsável. Então, fazemos de tudo para conservá-los. Estamos medindo nosso impacto na água e buscando alternativas para reduzir o consumo e reutilizar sempre que possível. Além disso, passamos a utilizar papel e plástico de maneira mais eficiente em nossas embalagens e estamos tentando zerar o envio de resíduos de nossos campi e lojas para aterros. Por fim, queremos proteger e criar mais florestas sustentáveis do que precisamos em nossos processos.

Nós pensamos em cada gota d'água que utilizamos.

A água é essencial para a vida. Precisamos dela para beber, cultivar alimentos e manter os ecossistemas de todo o planeta. Apesar de ser um recurso renovável, sua escassez faz com que ela seja um bem valioso em muitas partes do mundo. Por isso, nos responsabilizamos pela água que usamos, seja em nossa sede na Califórnia ou nas instalações de nossos fornecedores ao redor do globo. E sempre buscamos maneiras de conservar água e de eliminar efluentes de maneira segura.

Nos edifícios da Apple, controlamos o uso da água nos processos de refrigeração, higiene e jardinagem para podermos desenvolver maneiras de reduzir esse consumo. Por exemplo, instalamos sensores e dispositivos de controle sofisticados nas nossas áreas verdes em Santa Clara Valley, na Califórnia. Isso reduzirá o uso de água para irrigação em até 30% em comparação com 2015, gerando uma economia de aproximadamente 58 milhões de litros por ano. Também implementamos a medição setorizada de água em nossos data centers para identificar áreas de maior uso, detectar vazamentos e desenvolver melhores formas de evitar o desperdício. E estamos aumentando o uso da água reciclada ou da chuva para fins não potáveis no Apple Park, em nossas instalações em Santa Clara Valley, em Austin, Texas, e em nossos data centers na Irlanda, Dinamarca e Carolina do Norte.

Além disso, criamos o Programa Clean Water para reduzir o consumo e evitar a contaminação da água na nossa cadeia de fornecimento. Estudando o consumo nas instalações dos nossos fornecedores e comparando com os dados sobre água em Avaliações de Ciclo de Vida, podemos identificar os componentes que utilizam maiores quantidades de água. Isso permite ajudarmos nossos fornecedores a adotar estratégias de conservação mais conscientes. Outra medida que tomamos é acompanhar de perto os dados sobre escassez de água em todo o mundo. Assim, conseguimos concentrar nossos esforços onde são mais importantes. Por meio do treinamento de funcionários, avaliações de referência, de desempenho e suporte técnico, ajudamos nossos fornecedores a conservar mais de 11 bilhões de litros de água só em 2016, aumentando para 36% a reutilização média de água em 86 locais. Como muitos de nossos fornecedores fabricam componentes para outras empresas, isso significa que estamos reduzindo o consumo de água até mesmo para produtos que não são da Apple.

Protegendo as florestas de hoje. E as de amanhã.

As florestas fornecem a fibra de madeira para o papel que utilizamos nas nossas embalagens. E também limpam o ar, purificam a água e dão abrigo aos animais. Por isso, nos dedicamos muito para minimizar nosso impacto, obtendo fontes de celulose responsáveis e utilizando o papel da maneira mais eficiente possível. Mas podemos fazer mais. As florestas de todo o mundo continuam em risco de desaparecer por culpa do desmatamento ilegal, da má administração e da expansão territorial descontrolada. Estamos decididos a proteger e criar florestas sustentáveis por todo o planeta para atender às nossas necessidades de embalagem e produzir fibra por muitas décadas.

Obtendo papel virgem de forma responsável.

A madeira utilizada para fabricar o papel virgem em nossas embalagens deve ser extraída de florestas sustentáveis ou de manejo controlado. Para garantir que essas especificações sejam cumpridas, auditamos nossos fornecedores frequentemente. No ano fiscal 2016, mais de 99% do papel utilizado nas nossas embalagens e escritórios veio de florestas sustentáveis, de manejo controlado ou era reciclado.

Protegendo florestas sustentáveis.

Continuamos a preservar e plantar florestas sustentáveis porque, quando bem administradas, elas podem continuar produzindo durante muito tempo. Além de exigir que toda fibra virgem que usamos seja obtida de florestas de manejo responsável, queríamos nos certificar de que nossa demanda não afetaria o fornecimento mundial de fibra responsável. Com esse objetivo, decidimos proteger ou criar um número suficiente de florestas sustentáveis para cobrir todas as nossas necessidades de produção de embalagensnota de rodapé 2. Em 2017, atingimos essa meta: a produção anual dos nossos projetos de conservação de florestas já é maior do que a quantidade de fibra virgem utilizada em todas as nossas embalagens no ano fiscal 2016. Outro projeto que iniciamos foi colaborar com o The Conservation Fund para proteger mais de 14 mil hectares de florestas no leste dos Estados Unidos. Mas nossa iniciativa mais ambiciosa é na China, em parceria com o WWF (World Wildlife Fund). Até agora, conseguimos que cerca de 130 mil hectares de floresta (quase 1.300 quilômetros quadrados) recebessem a certificação do Conselho de Manejo Florestal. Conforme nossa demanda de papel cresce e se transforma, continuaremos protegendo e criando florestas sustentáveis suficientes para atender a todas as nossas necessidades.

Menos plásticos em nossas embalagens. E mais papel de fontes sustentáveis.

Estamos sempre pesquisando maneiras de reduzir o volume das embalagens, de desenvolver tecnologias que façam uso mais eficiente do papel e de utilizar papel reciclado sempre que possível. No ano fiscal 2016, mais de 60% do papel usado com esse propósito era feito de fibra de madeira reciclada. Além disso, estamos criando embalagens que usam menos plásticos. A bandeja de acessórios na caixa do iPhone 7, por exemplo, é feita de uma mistura de fibras de bambu sustentável e bagaço, um subproduto da cana-de-açúcar.

Produtos que duram mais. Até a natureza prefere.

Quando produtos podem ser usados por mais tempo, não é necessário extrair recursos para fabricar outros novos. Em nosso Laboratório de Testes de Confiabilidade, avaliamos todos os dispositivos que fazemos usando métodos rigorosos que simulam experiências reais de clientes. Por exemplo, analisamos como os aparelhos suportam o calor e o frio extremos, a exposição à água e a substâncias químicas comuns e sua resistência a arranhões de materiais como lã de aço e denim. Além de atendermos as medidas padrão do setor, criamos testes exclusivos e até construímos máquinas especializadas. Desenvolvemos esses testes com base em nossos estudos de comportamento do usuário e na análise de produtos devolvidos para que possamos entender cada problema.

Se, mesmo assim, algo parar de funcionar, temos programas como o AppleCare e as assistências técnicas autorizadas pela Apple, que ajudam nossos clientes a continuar usando seus dispositivos. Nós também lançamos atualizações de software com frequência, para que os produtos não fiquem obsoletos e tenham a maior vida útil possível. Desenvolvemos essas atualizações para que sejam compatíveis com as gerações anteriores. O macOS Sierra, por exemplo, é compatível com modelos de Mac do final de 2009. O resultado de tudo isso é que, quando nossos clientes decidem comprar um dispositivo mais novo, o antigo muitas vezes é doado para amigos e familiares, ou recondicionado em programas como o Apple Renew.