iPhone nos negócios

Standard Chartered

A mobilidade de um banco multinacional

O Standard Chartered Bank é um banco internacional com 1.800 agências em seis continentes, ganhador de dezenas de prêmios na sua área e lucratividade consistente resultado de crescimento e aquisições. O iPhone e o iPad são a plataforma perfeita para a expansão dos serviços móveis do banco, tanto internamente, quanto para o crescente número de clientes fanáticos por tecnologia

Em meio à crise financeira mundial de 2009, o Standard Chartered Bank se preparou imediatamente para reforçar o relacionamento com os clientes. "Como líderes de mercado nós precisávamos reconquistar a confiança dos clientes", explica Mary Huen, responsável pela área de Clientes em Hong Kong. "Reconquistar a confiança não significa apenas oferecer produtos e serviços. Implica também em buscar a melhor tecnologia de forma a promover um relacionamento mais sólido com os nossos clientes. "Ajudá-los a administrar melhor o dinheiro deles. "

O iPad e o iPhone permitem que o banco forge novas conexões com os clientes e reforce laços já existentes. "Com o iPhone e o iPad entramos realmente na próxima geração bancária", diz Todd Schofield, responsável mundial pela área de Mobilidade Corporativa no Standard Chartered Bank. "Administrar o dinheiro dos nossos clientes é um compromisso que levamos a sério. Nossos serviços móveis são prova disso."

Global e móvel

Com foco em especial na Ásia, África e Oriente Médio, o Standard Chartered visualiza enorme potencial para expansão dos seus serviços móveis entre o crescente número de clientes fanáticos por tecnologia. Para os clientes o banco criou o Breeze, um conjunto de aplicativos móveis bancários e de estilo de vida. Os clientes corporativos usam a plataforma Sraight2Bank do banco que inclui um app móvel de autorização que permite que esses clientes controlem melhor as suas transações.

Internamente o Standard Chartered já implantou milhares de iPhones para os seus funcionários em todo o mundo. "Para nós o iPhone foi uma escolha óbvia", disse Jan Verplancke, principal executivo da área de informação do Standard Chartered Bank. "Ele oferece um ambiente muito amigável. Você entra no mundo digital e coloca os aplicativos à disposição das pessoas, mesmo em trânsito."

O banco está expandindo rapidamente o uso do iPad internamente, para ajudar a personalizar o atendimento ao cliente e a simplificar as atividades diárias do banco. "O Standard Chartered está na frente em termos de inovação", diz Huen. "O iPad nos ajuda a inovar melhorando a forma como interagimos com os clientes e prestamos serviços. Hoje podemos estar próximos do cliente onde quer que ele queira estar na agência."

Apps internos do banco

Como um dos primeiros e maiores bancos a padronizar o iPhone, o Standard Chartered Bank desenvolveu internamente mais de uma dezena de apps para iPhone que podem ser baixadas pelos funcionários a partir da app store interna do banco, o Standard Chartered App Centre. Esses apps personalizados aos nossos interesses agilizam processos internos, transmitem dados financeiros com segurança, melhoram a comunicação entre os clientes e os funcionários do banco e até nos permitem entrar nos sistemas back-end como o PeopleSoft e SharePoint para gerenciamento das aprovações e colaboração.

Um bom exemplo é o app proprietário do banco TradePort, que permite que os gerentes de transações financeiras realizem e monitorem operações, mesmo em trânsito, usando seus iPhones. Outro app ótimo é o FX Rates, uma ferramenta para câmbio em tempo real que mostra as taxas do Standard Chartered Bank e os valores das moedas sempre atualizados. "Com o FX Rates, uma pessoa na nossa sala de operações tem um quadro holístico e atualizado das nossas taxas de câmbio em um determinado horário", observa Verplancke.

Em Hong Kong, um dos maiores mercados, o Standard Chartered Bank usa o iNeeds, um app personalizado para iPad que permite que os Gerentes de Relacionamento das agências criem perfis dos clientes e expliquem os benefícios de produtos como contas poupança e hipotecas via interações diretas e personalizadas. Com o iNeeds no iPad, os funcionários do banco conseguem entender melhor as prioridades dos clientes e com isso, oferecer produtos mais relevantes.

"O iPad redefine a forma como os nossos Gerentes de Relacionamento interagem com os clientes", explica Huen. "Com o iNeeds, eles conseguem apresentar os produtos de forma mais atrativa e entender as necessidades do cliente naquele exato momento. " Juntos eles conseguem criar uma solução personalizada, ali mesmo, na hora. Tudo é muito simples, prático e eficiente."

Para desenvolver seus apps internos, o banco conta com uma equipe pequena de programadores, designers gráficos e especialistas em interface e com as ferramentas e diretrizes parte do iOS Software Development Kit (SDK). "O SDK é bem padronizado, ou seja, nossos apps são bem consistentes e estáveis em vários apps diferentes", explica Schofield.

Protegendo o futuro

Com tantos dados confidenciais e financeiros para proteger, o Standard Chartered é muito preocupado com a segurança dos seus dispositivos móveis. "Afinal de contas somos um banco; está aí a razão de tanta preocupação com segurança", diz Verplancke. "Como estamos presentes em muitos mercados, estamos sujeitos a várias regulamentações, por isso adotamos o padrão mais elevado no que se refere à segurança."

Felizmente o banco conta com a ajuda do iPhone e o iPad nessa tarefa. "Eles permitem restringir nosso acesso aos sistemas internos com acesso VPN", explica Schofield. "Usamos a criptografia integrada ao iPhone e ao iPad e os nossos servidores Exchange para implantar políticas de segurança como o apagamento remoto."

O banco ainda oferece aos clientes recursos aprimorados de segurança móvel como mensagens de texto confirmando operações nos caixas eletrônicos. "Nossa tarefa é dar às pessoas ferramentas que as façam sentir seguras e protegidas contra fraudes", explica Verplancke. Caso o cliente receba uma mensagem sobre uma transação que ele não fez, "basta um toque para que ele entre em contato com o nosso departamento de atendimento ao cliente que se encarregará de bloquear a transação."

Com a segurança, a praticidade e a facilidade de uso que o iPad, o iPhone e os apps personalizados dão às operações, o Standard Chartered está bem preparado para enfrentar os desafios e também aproveitar as oportunidades desta nova era bancária. O banco já começou a oferecer serviços de localização como parte dos seus recursos de mobilidade e está explorando novas funcionalidades como realidade aumentada, para que a experiência do usuário seja ainda mais completa.

"Fazemos várias coisas que já existiam", reflete Verplancke. "Mas que não estavam disponíveis de uma forma tão fácil como agora. E é aí que está o valor. Queremos estar na frente com esses dispositivos que estão claramente na frente de tudo: o iPhone e o iPad."

Visão rápida da empresa

  • Fundação: 1853
  • Sede em Londres
  • 80 mil funcionários em mais de 70 países e territórios
  • Na Top 20 FTSE 100 por mercado de capitalização
  • www.standardchartered.com

"O iPad redefine a forma como os nossos Gerentes de Relacionamento interagem com os clientes. Tudo é muito simples, prático e eficiente."

Mary Huen, responsável pela área de Clientes do Standard Chartered Bank em Hong Kong


"O iPhone oferece um ambiente muito amigável. Você entra no mundo digital e coloca os aplicativos à disposição das pessoas, mesmo em trânsito."

Jan Verplancke, principal executivo da área de Informação do Standard Chartered Bank


"Com o iPhone e o iPad entramos realmente na próxima geração bancária. Administrar o dinheiro dos nossos clientes é um compromisso que levamos a sério. Nossos serviços móveis são prova disso."

Todd Schofield, responsável mundial pela área de Mobilidade Corporativa no Standard Chartered Bank.