28 de dezembro de 2017

Uma mensagem para nossos clientes sobre a bateria e o desempenho do iPhone.

Recebemos comentários dos nossos clientes sobre a forma como lidamos com o desempenho dos aparelhos iPhone com baterias mais antigas e como comunicamos esse processo. Sabemos que alguns de vocês ficaram decepcionados com a Apple e pedimos desculpas por isso. Houve uma série de mal-entendidos sobre esse assunto, então, queremos esclarecer tudo e contar sobre algumas mudanças que estamos fazendo.

Em primeiro lugar, nunca fizemos — e nunca faríamos — nada para encurtar intencionalmente a vida útil de qualquer produto Apple, nem para prejudicar a experiência e forçar o usuário a trocar de aparelho. Nosso objetivo sempre foi criar produtos que os clientes amem, e fazer com que um iPhone dure o máximo possível é algo muito importante para isso.

Como uma bateria envelhece

Todas as baterias recarregáveis são componentes consumíveis que perdem eficiência à medida que envelhecem quimicamente e sua capacidade de manter a carga diminui. O tempo e o número de vezes que uma bateria é carregada não são os únicos fatores nesse processo de envelhecimento químico.

A forma como o aparelho é usado também afeta o desempenho da bateria durante sua vida útil. Por exemplo, deixar ou carregar o aparelho em um ambiente quente pode acelerar o envelhecimento da bateria. Essas são características químicas, comuns em baterias de íon de lítio em toda a indústria.

Uma bateria com envelhecimento químico também perde a capacidade de fornecer picos de energia, principalmente em um estado de pouca carga, o que pode resultar em desligamentos inesperados do aparelho em algumas situações.

Para ajudar os clientes a entender melhor a bateria recarregável do iPhone e os fatores que afetam seu desempenho, publicamos um novo artigo de suporte: Bateria e desempenho do iPhone.

Para nós, um aparelho se desligar de repente, do nada, é algo inaceitável. Se nós pudermos evitar, não queremos que nossos usuários percam ligações, deixem de tirar fotos ou tenham qualquer outra parte da experiência com o iPhone prejudicada.

Evitando desligamentos inesperados

Há cerca de um ano, lançamos o iOS 10.2.1 com uma atualização de software que melhora o gerenciamento de energia durante picos de cargas de trabalho para evitar desligamentos inesperados no iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 6s, iPhone 6s Plus e iPhone SE. Com essa atualização, o iOS gerencia de maneira dinâmica o desempenho máximo de alguns dos componentes do sistema quando é necessário prevenir que o aparelho desligue. Essas mudanças talvez passem despercebidas, mas, em alguns casos, os usuários podem notar um tempo maior na abertura de apps e outras reduções no desempenho.

A resposta dos clientes ao iOS 10.2.1 foi positiva, já que ele reduziu a ocorrência de desligamentos inesperados. Recentemente, oferecemos o mesmo suporte no iOS 11.2 para o iPhone 7 e o iPhone 7 Plus.

É claro que, quando uma bateria quimicamente envelhecida é substituída por uma nova, o desempenho do iPhone volta ao normal se operado em condições-padrão.

Feedbacks recentes de usuários

Durante o último trimestre, começamos a receber comentários de alguns usuários que estavam percebendo um desempenho mais lento em algumas situações. Com base na nossa experiência, pensamos que poderia ser uma combinação de dois fatores: um impacto normal e temporário no desempenho durante a atualização do sistema operacional, já que o iPhone instala novos softwares e atualiza apps, e pequenos bugs na primeira versão que já foram corrigidos.

Agora, acreditamos que outra causa dessas experiências dos usuários é o desgaste químico contínuo das baterias em aparelhos iPhone 6 e iPhone 6s mais antigos, muitos dos quais ainda usam as baterias originais.

Lidando com as preocupações dos clientes

Nossa intenção sempre foi que nossos clientes pudessem usar seus aparelhos iPhone o máximo de tempo possível. Os produtos Apple são conhecidos pela durabilidade e por manter seu valor por mais tempo que os concorrentes, e temos muito orgulho disso.

Para lidar com as preocupações dos clientes, reconhecer a lealdade que eles têm pela marca e recuperar a confiança de todos que duvidaram das intenções da Apple, decidimos tomar as seguintes providências:

  • A Apple vai reduzir em R$ 300 o preço de substituição de bateria para o iPhone fora da garantia – de R$ 449 para R$ 149. A redução é válida no mundo todo até dezembro de 2018. Isso vale para todos os donos de iPhone 6 ou posterior que precisem substituir a bateria. Em breve, divulgaremos mais detalhes em apple.com/br.
  • No início de 2018, vamos lançar uma atualização do iOS com novos recursos que oferecem aos usuários mais informações sobre o estado da bateria do iPhone. Eles mesmos poderão ver se a condição está afetando o desempenho.
  • Como sempre, nossa equipe está buscando formas de melhorar ainda mais a experiência dos usuários, incluindo melhorar o modo como gerenciamos o desempenho e evitamos desligamentos inesperados com o envelhecimento das baterias.

Para a Apple, ter a confiança dos clientes é tudo, e vamos continuar fazendo tudo o que for possível para merecê-la. Sabemos que só conseguimos fazer um trabalho que amamos graças à confiança e ao apoio dos usuários. E nunca vamos esquecer ou menosprezar isso.