PRESS RELEASE Janeiro 29, 2019

Apple divulga resultados do primeiro trimestre

Receita obtida com serviços, computadores Mac e wearables atinge o melhor resultado da história

Lucro por ação atinge pico de US$ 4,18

Cupertino, Califórnia — 29 de Janeiro de 2019 — A Apple anunciou hoje os resultados financeiros do primeiro trimestre do ano fiscal de fiscal 2019, encerrado em 29 de dezembro de 2018. A empresa registrou receita de US$ 84,3 bilhões no trimestre – uma queda de 5% em comparação com o mesmo período do ano anterior – e lucro diluído de US$ 4,18, uma alta de 7,5%. As vendas internacionais representaram 62% do total da receita do trimestre.
Em relação ao ano anterior, o faturamento de vendas do iPhone® caiu 15%, mas a receita total de outros produtos e serviços cresceu 19%. A arrecadação com serviços atingiu um recorde histórico de US$ 10,9 bilhões, 19% acima do ano anterior. A renda obtida com Mac® e Wearables, aparelhos de uso residencial e acessórios também atingiu marcos históricos, crescendo 9% e 33%, respectivamente. Já a receita do iPad® aumentou 17%.
“Ainda que tenha sido decepcionante ver números abaixo da nossa estimativa, na Apple, pensamos a longo prazo, e os resultados deste trimestre mostram que a força fundamental do nosso negócio segue inabalável”, afirmou Tim Cook, CEO da Apple. “Nossa base instalada e ativa de aparelhos chegou ao marco histórico de 1,4 bilhão no primeiro trimestre, crescendo em todos os nossos segmentos geográficos. Isso comprova a satisfação e a fidelidade dos nossos clientes e está levando nosso negócio de serviços a novos recordes graças ao nosso ecossistema tão grande e de rápido crescimento.”
“Geramos um fluxo de caixa operacional bastante sólido de US$ 26,7 bilhões no último trimestre e atingimos o resultado histórico de US$ 4,18 de lucro por ação”, diz Luca Maestri, CFO da Apple. “Devolvemos mais de US$ 13 bilhões aos investidores por meio do nosso programa de retorno sobre capital e recompra de ações durante o trimestre. Nosso saldo líquido de caixa era de US$ 130 bilhões no fim do trimestre, e seguimos buscando uma posição neutra de caixa líquido com o tempo.”
A Apple apresentou a seguinte estimativa para o segundo trimestre do ano fiscal de 2019:
  • receita entre US$ 55 bilhões e US$ 59 bilhões
  • Margem bruta entre 37% e 38%
  • Despesas operacionais entre US$ 8,5 bilhões e US$ 8,6 bilhões
  • Outras receitas/(despesas) de US$ 300 milhões
  • Taxa de impostos de aproximadamente 17%
O conselho diretor da Apple declarou dividendos em dinheiro de US$ 0,73 por ação ordinária da empresa, que serão pagos em 14 de fevereiro de 2019 aos acionistas registrados até o fim do horário comercial de 11 de fevereiro de 2019.
A Apple transmitiu ao vivo por streaming a teleconferência sobre seus resultados financeiros do primeiro trimestre de 2019, a partir das 14h (PDT)/ 20h (BRT) em 29 de janeiro de 2019 em www.apple.com/investor/earnings-call/. O anúncio permanecerá online por cerca de duas semanas.
Periodicamente, a Apple fornece informações aos investidores em seu site corporativo, apple.com, e em seu site de relacionamento com investidores, investor.apple.com. Isso inclui comunicados à imprensa e outros dados sobre desempenho financeiro, relatórios registrados ou fornecidos à SEC, informações sobre governança corporativa e detalhes relacionados à sua reunião anual de acionistas.
  • Demonstrativos financeiros consolidados (em inglês)

Este comunicado à imprensa contém declarações de expectativas de tendências de acordo com o significado estabelecido pela Private Securities Litigation Reform Act of 1995 [Lei sobre Reforma de Contenciosos sobre Títulos e Valores Particulares de 1995]. Tais declarações de expectativas de tendências incluem, mas não se limitam a declarações sobre estimativas de receita, margem bruta, despesas operacionais, outras receitas/(despesas), taxas de impostos e planos de retorno de capital da Companhia. Tais declarações envolvem riscos e incertezas e os resultados reais podem diferir de tais expectativas. Os riscos e incertezas incluem, mas não se limitam: ao efeito das condições econômicas globais e regionais sobre os negócios da Companhia, incluindo efeitos sobre decisões de compra pelos consumidores e empresas; a capacidade da Companhia de competir em mercados altamente competitivos e sujeitos a rápidas mudanças tecnológicas; a habilidade da Companhia de gerenciar frequentes lançamentos e transições de produtos, incluindo entrega ao mercado e estimulo à demanda do consumidor por novos produtos, serviços e inovações tecnológicas em tempo hábil; o efeito que lançamentos e transições de produtos, mudanças em preços de produtos e mix de produtos e aumentos em componentes e outros custos possam ter sobre a margem bruta da Companhia; a dependência da Companhia com relação ao desempenho dos distribuidores de seus produtos, incluindo provedoras de redes de celulares e outros revendedores; o estoque e outros riscos de ativos associados às necessidades da Companhia de encomendar, ou comprometer-se a encomendar, componentes de produtos antes de os consumidores fazerem suas encomendas; a contínua disponibilidade, em termos aceitáveis ou não, de certos componentes, serviços e novas tecnologias essenciais para continuidade dos negócios da Companhia, incluindo componentes e tecnologias que somente podem estar disponíveis de uma fonte ou de fontes limitadas; a dependência da Companhia da produção e serviços de logística prestados por terceiros, muitos dos quais localizados fora do EUA e que podem vir a afetar a qualidade, a quantidade ou o custo dos produtos fabricados ou serviços prestados à Companhia; o efeito dos problemas de qualidade de produtos e serviços sobre o desempenho financeiro da Companhia e sua reputação; a dependência da Companhia da propriedade intelectual e conteúdo digital de terceiros, os quais podem não estar disponíveis à Companhia em termos comercialmente razoáveis ou não; a dependência da Companhia no suporte de desenvolvedores de software independentes para desenvolver e manter aplicativos de software e serviços para os produtos da Companhia; o impacto de processos jurídicos desfavoráveis, tais como a descoberta potencial de que a Companhia tenha infringido direitos de propriedade intelectual de terceiros; o impacto de mudanças nas leis e regulamentos que impactam as atividades da Companhia, incluindo sua habilidade de oferecer produtos ou serviços a consumidores em diferentes regiões; a habilidade da Companhia de gerir os riscos associados com suas atividades internacionais, incluindo cumprimento de leis e regulamentos que afetam suas operações internacionais;  a habilidade da Companhia de gerir os riscos associados com as suas lojas; a habilidade da Companhia de gerir os riscos associados aos seus investimentos em novas estratégias de negócios e aquisições; o impacto sobre os negócios e a reputação da Companhia advindo de falhas no sistema de tecnologia de informação, interrupções ou perdas de rede, acesso não autorizado, ou divulgação de informação confidencial; a habilidade da Companhia de cumprir com as leis e os regulamentos pertinentes a proteção de dados; o contínuo serviço e disponibilidade de executivos e funcionários chave; guerra, terrorismo, questões de saúde pública, desastres naturais e outras interrupções nos negócios da Companhia que possam vir a interromper o suprimento ou a entrega de, ou a demanda por produtos da Companhia;  riscos financeiros, incluindo riscos relativos às flutuações de moedas, riscos de crédito e flutuações no valor de mercado do portfólio de investimento da Companhia; e mudanças em taxas de impostos e exposição a riscos adicionais de impostos. Maiores informações sobre esses riscos e outros fatores potenciais que possam afetar os resultados financeiros da Companhia estão incluídos nos relatórios financeiros que a Companhia publicou junto à SEC – Securities and Exchange Commission [Comissão de Valores Mobiliários dos EUA], incluindo nas seções “Fatores de Risco” e “Discussões e Análise da Administração sobre a Situação Financeira e os Resultados Operacionais da Companhia”, incluindo os relatórios mais recentes publicados no Formulário 10-K e Formulário 10-Q e os formulários subsequentes. A Companhia não assume obrigação alguma de atualizar quaisquer declarações de expectativas de tendências ou informações referentes às suas respectivas datas.

Contatos de imprensa

Erica Souza

Apple

erica_souza@apple.com

+55 (11) 5503-1502

Apple Media Helpline

media.help@apple.com

(408) 972-2042

Investor Relations Contacts

Nancy Paxton

Apple

paxton1@apple.com

+1 (408) 974-5420

Matt Blake

Apple

mattblake@apple.com

+1 (408) 974-7406

    © 2019 Apple Inc. All rights reserved. Apple and the Apple logo are trademarks of Apple Inc. Other company and product names may be trademarks of their respective owners.