DECLARAÇÃO DA APPLE Agosto 28, 2019

Aprimorando a proteção à privacidade da Siri

Na Apple, acreditamos que a privacidade é um direito humano fundamental. Nossos produtos são desenvolvidos para proteger os dados pessoais dos usuários e sempre estamos trabalhando para fortalecer essas proteções. O mesmo vale para os nossos serviços. Nosso objetivo com a Siri, a assistente inteligente pioneira, é oferecer a melhor experiência possível a nossos clientes e, ao mesmo tempo, proteger cuidadosamente a privacidade deles.
Sabemos que nossos clientes ficaram preocupados com os relatos de que outras pessoas escutavam os áudios gravados pela Siri durante uma das etapas do nosso processo de controle de qualidade para a Siri - o que chamamos de avaliação. Nós ouvimos a preocupação de nossos clientes e, imediatamente, suspendemos a etapa de avaliação humana da Siri e iniciamos uma revisão completa de nossas praticas e políticas. Dessa forma, decidimos fazer algumas mudanças na Siri.

Como a Siri protege sua privacidade

A Siri foi desenvolvida para proteger a privacidade do usuário desde sempre.Trabalhamos continuamente para que o máximo possível do processamento das solicitações seja feito no próprio aparelho, minimizando a quantidade de dados que coletamos com a Siri. Os dados da Siri que armazenamos em nossos servidores não são usados para criar um perfil de marketing e nunca são vendidos para terceiros. Usamos os dados da Siri somente para melhorá-la e estamos sempre desenvolvendo tecnologias para que a Siri seja ainda mais segura.
A Siri usa a quantidade mínima possível de dados para produzir um resultado preciso. Quando você pergunta sobre um evento esportivo, por exemplo, a Siri usa dados gerais sobre sua localização para oferecer as informações adequadas. No entanto, se você perguntar onde fica o mercado mais próximo, dados de localização mais específicos serão usados.
Quando você pede à Siri para ler suas mensagens não lidas, ela simplesmente instrui o aparelho a ler em voz alta as mensagens que ainda não foram lidas. O conteúdo das mensagens não é transmitido para os servidores da Siri, pois isso não é necessário para atender à sua solicitação.
A Siri usa um identificador aleatório (uma sequência longa de letras e números associada a um aparelho específico) para acompanhar os dados enquanto estão sendo processados em vez de vinculá-los à sua identidade por meio do seu ID Apple ou número de telefone, um processo que acreditamos ser exclusivo entre as assistentes digitais disponíveis atualmente. Para aumentar ainda mais essa proteção, os dados do dispositivo são desassociados do identificador aleatório após seis meses.
No iOS, você encontra detalhes sobre os dados que a Siri acessa e como protegemos suas informações durante esse processo em Ajustes > Siri e Busca > Sobre Pedir à Siri e Privacidade.

Como seus dados contribuem para melhorar a Siri

Para realizar tarefas personalizadas com mais precisão, a Siri coleta e armazena algumas informações do seu aparelho. Por exemplo, ao se deparar com um nome incomum, a Siri pode usar os nomes adicionados aos Contatos para garantir que reconhecerá o nome corretamente.
A Siri também usa os dados gerados em suas interações com ela. Isso inclui o áudio de sua solicitação e uma transcrição dela gerada automaticamente. Às vezes, a Apple usa a gravação de uma solicitação, bem como sua transcrição, em um processo de aprendizado de máquina que “treina” a Siri para melhorar seu desempenho.
Antes da suspensão da etapa de avaliação, o processo incluía a análise de uma pequena amostra - menos de 0,2% - do áudio de solicitações feitas à Siri e das transcrições geradas automaticamente para medir a qualidade da resposta da Siri e melhorar a confiabilidade dela. Por exemplo, o usuário teve a intenção de ativar a Siri? A Siri entendeu corretamente a solicitação? A resposta da Siri foi adequada para a solicitação?

Mudanças que estamos implementando

Depois da análise que fizemos, percebemos que não estávamos correspondendo totalmente aos nossos altos padrões e pedimos desculpas por isso. Como anunciamos anteriormente, já suspendemos o programa de avaliação da Siri. Pretendemos continuá-lo posteriormente no próximo trimestre, quando as atualizações de software forem disponibilizadas para os usuários - mas somente após aplicar as seguintes alterações:
  • Primeiramente, por padrão, não armazenaremos gravações de áudio de interações com a Siri. Continuaremos usando as transcrições geradas automaticamente para melhorar o serviço; 
  • Além disso, os usuários terão a opção de permitir ou não o aprimoramento da Siri por meio de amostras de áudio de suas solicitações. Esperamos que muitas pessoas optem por ajudar a Siri a melhorar, com a tranquilidade de saber que a Apple respeita suas informações e aplica controles rígidos para proteger sua privacidade. Os usuários que optarem por participar poderão alterar essa escolha a qualquer momento; 
  • Por fim, nos casos em que os usuários optarem por participar, somente funcionários da Apple terão autorização para ouvir as amostras de áudio das interações com a Siri. Nossa equipe trabalhará para garantir que qualquer gravação identificada como uma ativação não intencional da Siri seja apagada.
A Apple tem o compromisso de colocar o cliente em primeiro lugar em tudo o que faz, o que inclui proteger sua privacidade. Criamos a Siri para ajudar os clientes a fazerem o que precisam com mais rapidez e facilidade, sem comprometer seu direito à privacidade. Somos gratos aos nossos usuários por gostarem tanto da Siri e por nos incentivarem a buscar a melhoria contínua de nossos produtos e serviços.  
Para obter mais informações, consulte: Privacidade e avaliação da Siri

Contatos de imprensa

Erica Souza

Apple

erica_souza@apple.com

+55 (11) 5503-1502

Apple Media Helpline

media.help@apple.com

(408) 972-2042