PRESS RELEASE Novembro 10, 2020

Apple revela o M1

O chip M1 é o primeiro criado só para o Mac com desempenho líder, recursos e eficiência incríveis

Um quadrado preto brilhante com o logotipo da Apple e “M1” impressos nele.
O chip M1 é o primeiro da Apple projetado especificamente para o Mac e o mais poderoso já criado.
Cupertino, Califórnia — A Apple anunciou hoje o chip M1, o mais poderoso já criado pela empresa e o primeiro projetado especificamente para o Mac. O chip M1 é otimizado para sistemas Mac, para garantir questões essenciais como tamanho reduzido e consumo eficiente de energia. Por ser um sistema em um chip (SoC), o M1 combina inúmeras tecnologias poderosas em um único chip, trazendo uma arquitetura de memória unificada para melhorar significativamente o desempenho e a eficiência. O chip M1 é o primeiro desenvolvido para computadores pessoais com a tecnologia inovadora do processo de cinco nanômetros e impressionantes 16 bilhões de transistores, a maior quantidade que a Apple já incluiu em um chip. Ele vem com o núcleo de alto desempenho mais rápido do mundo em um chip de baixo consumo de energia, o processador gráfico integrado mais rápido do mundo em um computador pessoal e desempenho revolucionário de aprendizado de máquina com o Neural Engine da Apple. Como resultado, o M1 oferece desempenho de CPU até 3,5x mais rápido e de GPU até 6x mais rápido, e velocidade até 15x mais alta no aprendizado de máquina, tudo isso com uma duração de bateria até duas vezes maior do que os computadores Mac da geração anterior. Com esse profundo aumento no desempenho e na eficiência, o M1 promove o maior salto para um Mac até hoje1.
“Nunca existiu um chip como o M1, nosso revolucionário sistema em um chip (SoC) para o Mac. Ele foi desenvolvido com base em mais de uma década de chips líderes de mercado para iPhone, iPad e Apple Watch, e introduz uma nova era para o Mac”, afirma Johny Srouji, senior vice president of Hardware Technologies da Apple. “Em termos de chips com baixo consumo de energia, o M1 tem o núcleo de alto desempenho mais rápido, o processador gráfico integrado mais rápido do mundo para um computador pessoal e o desempenho sensacional de aprendizado de máquina do Neural Engine da Apple. Com essa combinação única de desempenho impressionante, recursos poderosos e eficiência incrível, o M1 é sem dúvida o melhor chip que já criamos.”
A vista superior do M1 revela os circuitos complexos do sistema em um chip.
O M1 é o primeiro chip para computador pessoal desenvolvido com a tecnologia revolucionária do processo de cinco nanômetros e impressionantes 16 bilhões de transistores.

Primeiro sistema em um chip para o Mac

Os computadores Mac e os PCs tradicionalmente usavam vários chips para CPU, conexões, segurança, entre outros. Agora, com o chip M1, essas tecnologias foram combinadas em um único sistema em um chip (SoC), que oferece um novo nível de integração para garantir melhor desempenho e consumo eficiente de energia. O chip M1 também apresenta uma arquitetura de memória unificada com alta largura de banda e memória de baixa latência em uma única unidade dentro de um conjunto exclusivo. Com isso, todas as tecnologias no SoC têm acesso aos mesmos dados sem ter que copiar diversos conjuntos de memória, o que garante desempenho e eficiência ainda melhores.
Tabela de comparação do desempenho aprimorado de CPU por watt do M1 com o chip mais avançado para laptops PC.

O melhor desempenho de CPU por watt do mundo

O M1 vem com uma CPU de oito núcleos que consiste em quatro núcleos de alto desempenho e quatro núcleos de eficiência. Cada um dos núcleos de alto desempenho oferece performance líder do setor para tarefas de thread única, tudo rodando com o máximo possível de eficiência. Seus núcleos de alto desempenho são os mais rápidos do mundo em um chip de baixo consumo de energia, o que permite que fotógrafos editem fotos em alta resolução muito mais rápido e que desenvolvedores criem apps quase três vezes mais rápido que antes. Os quatro núcleos podem ser usados juntos para um poderoso aumento no desempenho em vários threads. 
Gráfico detalha os principais benefícios da CPU de oito núcleos no M1.
Os quatro núcleos de alta eficiência oferecem desempenho excepcional consumindo um décimo de energia. Sozinhos, cada um desses quatro núcleos tem desempenho semelhante ao do MacBook Air de dois núcleos da geração atual, consumindo muito menos energia. Eles são a maneira mais eficiente de executar tarefas leves do dia a dia, como checar e-mails ou navegar pela internet, e ainda preservam a duração da bateria como nunca se viu antes. Os oito núcleos podem trabalhar juntos para oferecer uma poderosa capacidade computacional para as tarefas mais exigentes, com o melhor desempenho de CPU por watt do mundo.
Tela de edição de foto no Photoshop exibida no MacBook Air.
O chip M1 vem com uma CPU de oito núcleos que oferece uma poderosa capacidade computacional e o melhor desempenho por watt do mundo.

O processador gráfico integrado mais rápido do mundo

O chip M1 traz a GPU mais avançada da Apple. Isso foi possível graças aos anos de análise de aplicativos para Mac, incluindo apps do dia a dia e cargas de trabalho profissionais desafiadoras. Com desempenho líder do setor e uma eficiência incrível, a GPU do chip M1 está em uma categoria em que só ela se encaixa. Com até oito núcleos poderosos capazes de rodar aproximadamente 25.000 threads ao mesmo tempo, a GPU lida facilmente com tarefas extremamente exigentes, da reprodução suave de vários streams de vídeo 4K à renderização de cenários 3D complexos. Com uma taxa de transferência de 2,6 teraflops, o chip M1 tem o processador gráfico integrado mais rápido do mundo em um computador pessoal.  
Jogo “Little Orpheus” no Mac mini, exibido em um monitor com teclado e mouse sem fio e um controle do Xbox ao lado.
A GPU do chip M1 é a mais avançada já criada pela Apple e tem o processador gráfico integrado mais rápido do mundo em um computador pessoal.

Aprendizado de máquina integrado ultrarrápido

O chip M1 traz o Neural Engine da Apple ao Mac, acelerando muito mais as tarefas de aprendizado de máquina. Com a arquitetura de 16 núcleos mais avançada da Apple, capaz de realizar 11 trilhões de operações por segundo, o Neural Engine no M1 oferece desempenho de aprendizado de máquina até 15x mais rápido. Na verdade, todo o chip M1 foi desenvolvido para oferecer o melhor desempenho de aprendizado de máquina, com aceleradores de aprendizado de máquina na CPU e uma GPU poderosa, para que tarefas como análise de vídeo, reconhecimento de voz e processamento de imagem tenham um desempenho nunca alcançado antes no Mac.
App djay Pro exibido no MacBook Pro.
Desenvolvedores que usam o aprendizado de máquina podem aproveitar todo o desempenho ultrarrápido do Neural Engine da Apple no chip M1.

Mais tecnologias inovadoras dentro do chip M1

O chip M1 traz inúmeras tecnologias exclusivas poderosas:
  • O processador de imagem mais recente da Apple para maior qualidade de vídeo com melhor redução de ruídos, maior alcance dinâmico e balanço de brancos automático aprimorado.
  • O mais recente Secure Enclave para oferecer a melhor segurança do setor.
  • Controle de armazenamento de alto desempenho com hardware de criptografia AES para uma performance de SSD mais rápida e segura.
  • Mecanismos de codificação e decodificação de mídia altamente eficientes para melhor desempenho e maior duração da bateria.
  • Controle de Thunderbolt desenvolvido pela Apple compatível com USB 4, velocidades de transferência de até 40 Gbps e compatibilidade com mais periféricos que nunca.

macOS Big Sur otimizado para o M1

O macOS Big Sur foi projetado para aproveitar por completo a capacidade e a potência do chip M1, com um desempenho altamente aprimorado, duração de bateria impressionante e recursos de segurança ainda mais poderosos. Com o chip M1, tudo que o usuário faz todos os dias fica ainda mais rápido e fluido. Assim como no iPhone e iPad, o Mac agora desperta do repouso num instante. A navegação no Safari — que já é o navegador mais rápido do mundo — agora ficou até 1,5x mais rápida para execução de JavaScript e cerca de duas vezes mais responsiva2.
Com o Big Sur e o chip M1, os usuários do Mac podem rodar uma variedade muito maior de apps do que era possível antes. Todos os softwares para Mac da Apple agora são universais e executados nativamente nos sistemas com o chip M1. Apps existentes para Mac que não tiverem sido convertidos para Universal serão executados com facilidade graças à tecnologia Rosetta 2 da Apple. E apps para iPhone e iPad agora podem ser executados diretamente no Mac. Além disso, a estrutura do Big Sur foi otimizada para aproveitar toda a potência do chip M1, incluindo tecnologias para desenvolvedores, do Metal para gráficos ao Core ML para aprendizado de máquina.
Diversos apps executados no Mac mini e exibidos no Pro Display XDR.
Usuários do Mac agora têm acesso a uma variedade muito maior de apps do que tinham antes.

Início da transição de dois anos para o Mac

O M1 está presente nos novos MacBook Air, MacBook Pro de 13 polegadas e Mac mini. Eles se unem aos demais produtos da linha do Mac para formar a mais potente linha de computadores Mac que já criamos. Esse é o início da transição para uma nova família de chips desenvolvida especificamente para o Mac. A transição para o chip da Apple será feita ao longo de dois anos, e esses três sistemas são a primeira etapa desse processo.
Compartilhar o artigo

Imagens do chip M1 da Apple

  1. “O chip de baixo consumo de energia com núcleo de alto desempenho mais rápido do mundo”: testes conduzidos pela Apple em outubro de 2020 usando sistemas em pré-produção do MacBook Pro de 13 polegadas com chip M1 da Apple e 16 GB de RAM medindo o desempenho máximo de thread único em cargas de trabalho de alguns benchmarks padrão da indústria, aplicativos comerciais e aplicativos de código aberto. A comparação foi feita com as CPUs de melhor desempenho para notebooks disponíveis no mercado no momento dos testes. Os testes de desempenho são conduzidos com sistemas específicos e refletem o desempenho aproximado do MacBook Pro. “O melhor desempenho de CPU por watt do mundo”: testes conduzidos pela Apple em outubro de 2020 usando sistemas em pré-produção do MacBook Pro de 13 polegadas com chip M1 da Apple e 16 GB de RAM. O desempenho por watt se refere à proporção entre o desempenho máximo da CPU e o consumo médio de energia usando benchmarks padrão da indústria. A comparação foi feita com CPUs de alto desempenho para notebooks e desktops disponíveis no mercado no momento dos testes. Os testes de desempenho são conduzidos com sistemas específicos e refletem o desempenho aproximado do MacBook Pro. “Os gráficos integrados mais rápidos do mundo em um computador pessoal”: testes conduzidos pela Apple em outubro de 2020 usando sistemas em pré-produção do MacBook Pro de 13 polegadas com chip M1 da Apple e 16 GB de RAM. Os sistemas foram testados com alguns benchmarks padrão da indústria. A comparação foi feita com as GPUs integradas de melhor desempenho para notebooks e desktops disponíveis no mercado no momento dos testes. GPU integrada é definida como uma GPU localizada em um chip monolítico de silício junto com uma CPU e um controlador de memória, atrás de um subsistema de memória unificada. Os testes de desempenho são conduzidos com sistemas específicos e refletem o desempenho aproximado do MacBook Pro.
  2. 2 . “O navegador mais rápido do mundo”: testes conduzidos pela Apple em agosto e outubro de 2020 usando os benchmarks de desempenho JetStream 2, MotionMark 1.1 e Speedometer 2.0 nos navegadores que concluíram o teste. Testado com Safari 14 em versão preliminar e as versões estáveis mais recentes do Chrome, Firefox e Microsoft Edge (Windows) no momento do teste em sistemas do MacBook Pro de 13 polegadas com Intel Core i5 e os sistemas macOS Big Sur em versão preliminar e Windows 10 Home funcionando no Boot Camp; unidades do iPad Pro de 12,9 polegadas (4ª geração) com iPadOS 14 em versão preliminar e sistemas Microsoft Surface Pro 7 com Intel Core i7 e Windows 10 Pro; e unidades do iPhone 11 Pro Max com iOS 14 em versão preliminar e Samsung Galaxy S20 Ultra com Android 10. Aparelhos testados com conexão de rede Wi-Fi WPA2. O desempenho varia de acordo com as configurações do sistema, a conexão de rede e outros fatores. “Até 1,5x mais rápido para rodar JavaScript e quase 2x mais responsivo”: testes conduzidos pela Apple em setembro e outubro de 2020 usando os benchmarks de desempenho JetStream 2 e Speedometer 2.0. Testes conduzidos usando sistemas em pré-produção do MacBook Air e Mac mini com M1 e sistemas em produção do MacBook Air de 13 polegadas com Intel Core i7 de 4 núcleos e 1,2 GHz e Mac mini com Intel Core i3 de 4 núcleos e 3,6 GHz, todos configurados com 16 GB de RAM, SSD de 2 TB e macOS Big Sur em versão preliminar. Testado com Safari 14.0.1 em versão preliminar e conexão de rede Wi-Fi WPA2. O desempenho varia de acordo com as configurações do sistema, as configurações de rede, a conexão de rede e outros fatores.

Contatos de imprensa

Erica Souza

Apple

erica_souza@apple.com

+55 (11) 5503-1502

Apple Media Helpline

media.help@apple.com

(408) 972-2042