É assim que nós protegemos sua privacidade.

Nosso compromisso é manter suas informações pessoais em segurança. É por isso que desenvolvemos formas inovadoras de proteger sua privacidade, somos transparentes sobre como personalizamos sua experiência e equipamos os desenvolvedores com as melhores ferramentas para proteger seus dados.

Nós protegemos nossos produtos para proteger você.

Os dados pessoais que estão nos seus aparelhos devem ficar protegidos e nunca ser compartilhados sem sua permissão. Por isso, integramos criptografia e análises inteligentes no dispositivo e outras ferramentas em nossos produtos. Assim, você escolhe como, quando e o que quer compartilhar. Também usamos técnicas como a Privacidade Diferencial para melhorar sua experiência e proteger os dados que você manda para a Apple. A Privacidade Diferencial adiciona informações aleatórias aos seus dados antes que sejam analisados pela Apple. Então não conseguimos vincular os dados com seu aparelho. Os padrões de uso só aparecem quando seus dados são combinados com os de vários outros usuários, porque as informações aleatórias se anulam. Esses padrões ajudam a Apple a entender como as pessoas usam seus aparelhos, sem que precise coletar nenhuma informação pessoal.

Saiba mais sobre a privacidade diferencial (PDF)

Criptografia

A criptografia protege trilhões de transações online por dia. Sempre que comprar, pagar uma conta, usar o iMessage ou FaceTime, você estará usando a criptografia. Ela transforma seus dados em texto indecifrável que só pode ser lido com o código certo. Nós fomos uma das primeiras empresas a incluir automaticamente criptografia nativa do sistema operacional, usando o FileVault no macOS e proteção de dados no iOS. Além disso, nós nunca colocamos backdoor nos nossos produtos.

Apple Pay

Quando você adiciona um cartão de crédito, débito ou voucher ao Apple Pay, nós enviamos os dados do cartão e outras informações sobre sua conta e seu aparelho de forma segura para a operadora do seu cartão. Usando essas informações, a operadora vai determinar se aprova a inclusão do seu cartão no Apple Pay.

Os números dos cartões nunca são armazenados no aparelho nem nos servidores da Apple. Em vez disso, um Número de Conta do Dispositivo exclusivo é criado, criptografado de forma que não possa ser decodificado por nós e armazenado no Elemento Seguro do seu aparelho. O Número de Conta do Dispositivo no Elemento Seguro fica isolado do seu sistema operacional e nunca é armazenado nos servidores do Apple Pay, nem nos backups do iCloud. Quando você usa o Apple Pay, não rastreamos suas compras — então não conseguimos criar um histórico de compras para mostrar anúncios. Podemos receber informações anônimas sobre a transação, como horário, local e valor aproximados. Essas informações são usadas apenas para nos ajudar a melhorar o Apple Pay e outros produtos e serviços Apple.

Nas lojas, os pagamentos são processados usando o Número de Conta do Dispositivo e um código de segurança dinâmico específico da transação. Nem a Apple nem seu aparelho compartilham o número do seu cartão de crédito ou de débito com os estabelecimentos. Quando você usa um cartão de fidelidade, exigimos que as informações que possam identificar você, como e-mail e número de telefone, sejam criptografadas durante o envio. As informações dos programas de recompensa também não são compartilhadas sem sua permissão.

Alguns apps e sites verificam se seu Apple Pay está ativado para oferecer praticidade. Você pode optar por desativar essa função para sites no Safari. Quando você realiza pagamentos em um app ou site, recebemos os dados sobre a transação criptografados e, antes de enviar para o desenvolvedor, codificamos tudo novamente usando uma chave específica que só o desenvolvedor conhece. Nas compras feitas em um MacBook Pro com Touch Bar e Touch ID, o pagamento é processado no Elemento Seguro. Em outros modelos de Mac, seu computador usa um canal criptografado para se comunicar com seu aparelho iOS logado na mesma conta iCloud. Essa comunicação pode ser local ou por meio dos servidores da Apple. Nós exigimos que todos os apps e sites que aceitam o Apple Pay tenham sua política de privacidade disponível, assim você sabe como seus dados estão sendo usados.

Saiba mais sobre a segurança e privacidade no Apple Pay

iMessage e FaceTime

Nós usamos criptografia de ponta a ponta para proteger suas comunicações no iMessage e FaceTime em todos os seus dispositivos. O watchOS e iOS também criptografam mensagens no próprio aparelho, para que elas não possam ser acessadas sem sua senha. O iMessage e o FaceTime foram criados de forma que os dados desses apps não possam ser decodificados pela Apple enquanto estão sendo transmitidos. Você pode optar por ter suas mensagens excluídas automaticamente depois de 30 dias, um ano ou deixar que elas fiquem no seu dispositivo indefinidamente.

Os apps de terceiros que usam o iMessage não têm acesso às informações de seus contatos ou às suas conversas. O iOS cria um identificador aleatório para cada app e participante, que muda quando o app é desinstalado. O backup do iCloud salva cópias das suas mensagens do iMessage e SMS, no caso de você precisar delas. Você pode desativar esse recurso quando quiser. E suas chamadas FaceTime não são armazenadas em nenhum servidor.

Saúde e boa forma

As informações que você coloca no app Saúde são suas. Você só compartilha se quiser e decide quais dados vão estar no app Saúde e quem pode acessá-los. Todas as informações armazenadas sobre saúde e boa forma ficam criptografadas quando seu iPhone está bloqueado com senha, Touch ID ou Face ID. E, todo backup de dados do app Saúde para o iCloud é criptografado, tanto durante as transferências como em nossos servidores.

Exigimos que todos os apps na App Store, incluindo os compatíveis com o HealthKit, exibam a política de privacidade para sua análise. Seus dados do app Saúde e suas atividades no Apple Watch são criptografados com chaves protegidas pela sua senha.

Caso você decida parar de compartilhar dados sobre suas atividades com outro usuário, o dispositivo dele excluirá todos os dados sobre suas atividades já armazenados. Você pode ocultar atividades quando quiser. Quando estiver de férias, por exemplo.

Análise

Seu aparelho com iOS pode fazer análises sobre seu próprio uso e sobre qualquer Apple Watch emparelhado e enviar à Apple para análise. Esses dados não identificam você pessoalmente e só podem ser enviados com sua autorização. As análises podem incluir detalhes sobre especificações do hardware e sistema operacional, estatísticas de desempenho e dados sobre como você utiliza seus dispositivos e apps. Quando coletadas, suas informações pessoais não são registradas ou são retiradas dos relatórios antes do envio. Também podem ser protegidas por técnicas como a Privacidade Diferencial.

As informações coletadas usando a Privacidade Diferencial nos ajudam a melhorar os serviços oferecidos, sem comprometer seus dados particulares. Por exemplo, essa tecnologia refina as sugestões de emoji e dicas de pesquisa no Notas.

Conseguimos identificar tipos de dados usados com frequência no app Saúde e domínios da web no Safari que causam problemas de desempenho. Essas informações permitem que os desenvolvedores melhorem sua experiência sem revelar qualquer coisa sobre seus hábitos pessoais.

Caso você dê sua total autorização, a Apple pode aperfeiçoar a Siri e outros recursos de inteligência pela análise de como você usa o iCloud e os dados da sua conta. A análise só começa depois que os dados são submetidos às técnicas de proteção de privacidade. Assim, eles não podem ser associados à sua conta ou a você.

Safari

O Safari foi o primeiro navegador a adotar o padrão de bloqueio de cookies de terceiros e a oferecer navegação privada. Ele evita automaticamente o carregamento de sites suspeitos e usa a tecnologia sandboxing para confinar códigos maliciosos em apenas uma aba do navegador, protegendo o restante dos dados.

Nós permitimos que os desenvolvedores de apps usem os bloqueadores de conteúdo do Safari no iOS para deixá-los ainda mais eficientes no macOS. Você pode controlar o que é carregado no seu navegador e bloquear conteúdo de quem tenta rastrear sua atividade em um ou mais sites. O suporte a bloqueadores de conteúdo não permite que os desenvolvedores saibam os endereços que você acessa.

No iOS 11 e no macOS High Sierra lançamos o Antirrastreamento inteligente. Você já deve ter notado que, quando pesquisa um produto para comprar online, ele começa a surgir em todos os sites que visita. Isso acontece quando terceiros rastreiam cookies e outros dados do site para exibir anúncios em várias páginas da web. O recurso de Antirrastreamento usa o aprendizado de máquina mais moderno e a inteligência do aparelho para reduzir esse monitoramento entre páginas. Ele funciona separando o conteúdo de terceiros usado para rastrear você de outros dados de navegação. O que você vê online é só da sua conta, e não dos anunciantes. E, no iOS 12 e macOS Mojave, o recurso de Antirrastreamento ficou ainda melhor. Agora, quando sites de rastreamento tentam criar cookies ou armazenar dados, eles só podem fazer isso com sua aprovação.

iCloud

Todo o seu conteúdo do iCloud, como fotos, contatos e lembretes, fica criptografado ao ser transferido e, na maioria dos casos, enquanto permanece em nossos servidores. As informações transferidas entre qualquer app de e-mail que você use e os servidores de correio do iCloud também são criptografadas.

Dados do iCloud criptografados

  • Fotos
  • Documentos
  • Calendários
  • Contatos
  • Chaves do iCloud
  • Backup
  • Favoritos
  • Lembretes
  • Buscar iPhone
  • Buscar Meus Amigos
  • Mail (criptografia em trânsito)
  • Notas

Em compartilhamentos via iCloud, as identidades dos participantes são reveladas apenas para quem tiver recebido e aceitado o convite. Os nomes dos arquivos, assim como nome e sobrenome associados à sua conta do iCloud, são visíveis para todos com acesso ao link do compartilhamento. E isso inclui a Apple.

Se usarmos fornecedores externos para armazenar seus dados, nós criptografamos e nunca fornecemos as chaves. As chaves da criptografia ficam em centros de dados próprios da Apple, para que você possa fazer backup, sincronizar e compartilhar seus dados. E as Chaves do iCloud armazenam suas senhas e cartões de crédito de forma que a Apple não possa ler nem acessar essas informações.

No iOS 11 e macOS High Sierra ou posterior, a criptografia de ponta a ponta no iCloud sincroniza certos tipos de dados pessoais — como suas pesquisas com a Siri — em todos os seus aparelhos, de uma forma que a Apple não consegue ler ou acessar.

Saiba mais sobre a segurança do iCloud

Privacidade na Educação

Alguns dos nossos recursos e serviços de privacidade, como Apple School Manager, iTunes U e os IDs Apple gerenciados, foram criados especificamente para educação. Nós não vendemos informações de alunos e nunca as compartilhamos com terceiros para fins de marketing ou publicidade. Também não coletamos, usamos ou compartilhamos informações sobre estudantes, exceto as necessárias para a educação. Nunca rastreamos alunos, nem criamos perfis com base em seus e-mails ou navegação na web. Os IDs Apple gerenciados colocam as informações dos estudantes sob controle das instituições de ensino. E as escolas podem comprar e instalar apps no iPad de cada aluno sem precisar de um login do iTunes.

No app Projeto Escolar, somente o estudante e os professores que estão na lista de instrutores de uma matéria têm acesso às informações de progresso do aluno. E apenas quando o relatório de desempenho no Apple School Manager é ativado pela escola. O acesso dos professores também é restrito aos dados das atividades da sua disciplina.

Os pais decidem sobre a participação dos filhos, e os estudantes têm acesso aos seus dados no aparelho. Para garantir mais transparência, os alunos recebem uma notificação sempre que seu progresso está sendo gravado.

Estudantes e professores contam também com a melhor proteção à privacidade, pois atualizamos todos os acordos e processos importantes, de acordo com o Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia (RGPD). Além disso, a Apple também é signatária do Student Privacy Pledge, reiterando o nosso compromisso de proteger as informações que alunos, pais e professores compartilham nas nossas instituições de ensino.

Ler o Student Privacy Pledge

Saiba mais sobre privacidade e segurança dos produtos Apple na educação

Saiba mais sobre o iTunes U e privacidade

Ver certificação ISO 27001 (IS 649475)

Ver certificação ISO 27018 (PII 673269)

CarPlay

O CarPlay adota as mesmas medidas rigorosas de segurança que são aplicadas no seu iPhone e nos apps. Apenas informações essenciais para melhorar sua experiência são coletadas do seu carro. Por exemplo: dados como a localização do GPS podem ser usados para ajudar o iPhone a mostrar resultados mais precisos no Mapas. E sempre exigimos que apps de terceiros exibam as políticas de privacidade para sua análise.

Tenha uma experiência personalizada sem abrir mão da privacidade.

Algumas vezes, usamos seus dados para oferecer uma experiência mais personalizada. Quando isso acontece, deixamos claro de quais informações precisamos e permitimos que você ajuste essas configurações.

Fotos

O recurso Memórias e Sugestões de Compartilhamento do app Fotos usa a inteligência do próprio aparelho para analisar suas fotos e organizar tudo por rostos e lugares. Você ainda pode compartilhar esse conteúdo entre seus aparelhos apenas habilitando o Fotos do iCloud.

No iOS 11 ou posterior, existem apps que podem pedir permissão para acessar uma só foto, em vez de todas, salvar uma única imagem no Fotos ou ter acesso geral às suas imagens, se for necessário.

Siri e Ditado

Quanto mais você usa o Ditado e a Siri, melhor eles funcionam e entendem você. Para ajudar esses recursos a reconhecer sua pronúncia e dar respostas melhores, alguns dados como seu nome, contatos e músicas que você escuta são enviados para os servidores da Apple, usando protocolos criptografados. O Ditado e a Siri não associam essas informações ao seu ID Apple, mas ao dispositivo, por meio de um identificador aleatório. O Apple Watch usa o identificador da Siri do seu iPhone. Para reiniciar esse identificador, você só precisa desativar e ativar novamente a Siri e o Ditado. Depois disso, seu relacionamento com essas funções recomeçará do zero. Quando você desativa a Siri e o Ditado, a Apple apaga os dados de usuário associados ao seu identificador da Siri, e o processo de aprendizagem recomeça.

Tentamos manter todas as suas informações em seu dispositivo, onde elas fazem mais sentido, e oferecemos opções para controlar como elas são compartilhadas. Por exemplo, quando você usa a Siri para buscar uma foto por local ou nome de álbum, não precisamos mandar a foto para um servidor. Os nomes dos álbuns são enviados, mas só para tornar os resultados da Siri mais precisos. Os recursos do teclado QuickType, no entanto, são executados direto no seu dispositivo. Isso é possível graças a um processo de linguagem de rede neural desenvolvido pela Apple. Se você permitir, os apps podem usar a Siri para responder a solicitações ou enviar áudio à Apple para que ele seja transcrito com Ditado.

Caso os Serviços de Localização estejam ativados, a posição do seu dispositivo será enviada à Apple quando você pedir algo para a Siri, para melhorar a precisão da resposta. Se quiser desativar os Serviços de Localização para Siri e Ditado, acesse os ajustes de Privacidade.

Você também pode receber sugestões úteis baseadas nos apps e funções que mais usa, e na hora ou contexto em que são usados, antes mesmo de você perguntar. Quando a Siri sugere atalhos para apps da Apple ou de terceiros, essas informações são guardadas no seu aparelho, e não na nuvem. Assim, os dados ficam protegidos pelos parâmetros de segurança internos do aparelho.

Alguns recursos exigem dados dos servidores da Apple em tempo real. Por exemplo, o endereço de um evento e a localização do usuário precisam ser enviados à Apple para que possamos oferecer uma estimativa de quando a pessoa precisa sair, considerando as condições do trânsito e horários do transporte público. Dados dessa natureza podem ser enviados para a Apple para que o usuário receba sugestões baseadas em localização, além de notícias e resultados de busca relevantes. Quando enviamos informações para um servidor, nós protegemos sua privacidade, usando identificadores anônimos rotativos para que as buscas e a localização não possam ser rastreadas até você. Os Serviços de Localização, nossos recursos proativos e o uso da sua localização pelos recursos proativos podem ser desativados quando você quiser.

No macOS, a Siri tem os mesmos recursos de privacidade que no iOS.

Saúde e boa forma no HealthKit

As opções Melhorar Saúde e Atividade e Melhorar o Modo Cadeirante enviam informações do iPhone e Apple Watch para a Apple, ajudando a aprimorar a eficácia dos nossos recursos de saúde e boa forma. Essas informações incluem dados mostrados nos apps Saúde e Atividade, medidas de movimento, quais outros apps de saúde e boa forma você instalou, sua localização aproximada e por quanto tempo você está usando o Apple Watch. Os dados não são usados para outros propósitos e não incluem informações que possam identificar você.

Apple Music

Para que recursos do Apple Music como Rádio, Para Você e Connect reflitam seu gosto musical, coletamos algumas informações sobre sua atividade no app. Veja mais detalhes em "Sobre o Apple Music e Privacidade" ou durante a configuração. As músicas que você reproduz não são usadas por nenhum outro serviço para enviar propagandas. Se não quiser guardar suas músicas nos nossos servidores, desative a opção Biblioteca de Música do iCloud. O iOS coloca nas suas mãos o controle de quais apps podem acessar sua conta do Music e outros detalhes dela.

O recurso Seus amigos estão ouvindo, do Apple Music, permite compartilhar suas músicas favoritas e escolher quais amigos podem ver seu perfil. A Apple só tem acesso aos contatos que você adiciona especificamente ao Seus amigos estão ouvindo, não a toda sua lista de contatos.

Mapas

Para usar o Mapas, você não precisa iniciar uma sessão. Criamos recursos personalizados usando os dados do seu aparelho. E, quando o Mapas coleta dados, eles são associados a identificadores aleatórios para que não possam ser vinculados ao seu ID Apple. Esses identificadores são reiniciados durante o uso do app, para garantir a melhor experiência possível e ajudar a melhorar o Mapas.

Sugestões do Spotlight e da Siri

Quando você faz uma busca com a Siri no iOS ou com o Spotlight no macOS e quando as Sugestões ou Atalhos da Siri estão ativados, as informações contextuais, como sua localização, são usadas para apresentar os resultados mais relevantes. Nós não usamos um identificador pessoal para relacionar suas buscas a você e, com isso, montar seu perfil. Em vez disso, associamos sua localização a um identificador aleatório que é atualizado a cada 15 minutos. Você pode desabilitar as Sugestões do Spotlight ou da Siri e continuar usando um ou outro apenas para buscas dentro do seu aparelho. Também pode desativar os Serviços de Localização da Siri ou do Spotlight a qualquer momento. Nesse caso, a Siri ou o Spotlight continuará usando seu endereço IP para reconhecer uma região e fazer buscas mais relevantes. Também definimos restrições para que nossos parceiros não possam criar históricos de longo prazo para identificar as buscas feitas por você ou no seu aparelho.

O iOS é compatível com deep links. Você toca em um link e ele abre no app correspondente, se o app já estiver instalado e for compatível com deep linking. Isso não fica associado ao seu ID Apple, nem a Apple sabe em qual link você tocou.

Propaganda

Os anúncios veiculados pela plataforma de publicidade da Apple podem aparecer na App Store ou no app Bolsa. Os banners nesses dois apps estão sinalizados para que você possa tocar e descobrir por que está vendo um determinado anúncio. Você também pode entrar em Ajustes e ver quais dados são usados para definir os anúncios exibidos.

A publicidade na App Store ou no app Bolsa não acessa dados de usuário de outros serviços Apple, como Apple Pay, Mapas, Siri, iMessage e iCloud. Também não utiliza dados dos seus aparelhos por meio de serviços e funções, como Saúde, HomeKit, e-mail, contatos ou histórico de chamadas. Na App Store, seu histórico de buscas e downloads pode ser usado para mostrar anúncios relevantes.

No app Bolsa, os anúncios são veiculados com base no que você acompanha. É possível ativar Limitar Publicidade Rastreada para interromper a exibição de anúncios direcionados no app Bolsa e na App Store. Ainda assim, você pode receber o mesmo número de anúncios, mas com menor relevância.

Damos ferramentas poderosas para os desenvolvedores manterem seus dados seguros.

Os desenvolvedores contam com APIs do Touch ID, Face ID e Core ML, criptografia de 256 bits e App Transport Security para criar apps que protejam seus dados. Também é exigido que eles peçam autorização e forneçam explicações antes de acessar qualquer informação pessoal no seu aparelho, como fotos e contatos. E todos os apps são isolados para que seus dados fiquem protegidos.

Apps

Na App Store, é obrigatório que os desenvolvedores aceitem diretrizes pensadas para proteger a segurança e a privacidade dos usuários. Também exigimos que eles forneçam uma política de privacidade para sua análise. Quando detectamos que um app não segue nossas diretrizes, solicitamos que o desenvolvedor resolva o problema. Caso contrário, o app é removido da App Store. A Apple revisa os apps antes que sejam disponibilizados, para assegurar que eles se comportem exatamente como descrito pelo desenvolvedor. Além disso, quando um app é instalado no seu aparelho, é preciso dar permissão na primeira vez em que ele tenta acessar informações, como localização ou fotos. Você sempre pode alterar as opções de permissão. Com o iOS 11 ou posterior, você pode escolher compartilhar sua localização com apps só quando eles estiverem em uso.

Também nos certificamos de que apps não possam acessar determinados tipos de dados no seu dispositivo. E de que não exista a possibilidade de um app pedir acesso global a seus dados. Somos os primeiros a oferecer esse nível de segurança e continuaremos reforçando essas medidas em todas as nossas plataformas.

DeviceCheck

Em cada versão do iOS, reduzimos a quantidade de informações que os apps podem tentar acessar para rastrear sua atividade sem você saber. Mas, às vezes, os apps exigem algumas informações. Por exemplo, se seu dispositivo já usou os serviços deles ou se o período de teste gratuito terminou. Para continuar protegendo sua privacidade enquanto os desenvolvedores acessam as informações necessárias, apresentamos o DeviceCheck no iOS 11. O DeviceCheck permite que cada app armazene dois indicadores, verdadeiro/falso, sobre cada dispositivo. A Apple desconhece o objetivo de cada indicador, que é definido pelo desenvolvedor.

HomeKit

Nossas diretrizes para desenvolvedores restringem apps compatíveis com o HomeKit, para que eles usem seus dados apenas para configuração e automação da casa. A Apple não sabe quais dispositivos você controla, nem como e quando você usa cada um deles. E a Siri só associa seus dispositivos do HomeKit com o identificador da Siri, nunca com seu ID Apple. Os dados referentes à sua casa são codificados e armazenados nas chaves do aparelho. Durante a transferência entre o dispositivo Apple e os aparelhos que você controla em casa, esses dados são criptografados novamente. Isso também acontece quando você controla seus acessórios remotamente. Dessa forma, a Apple não sabe quais dispositivos você está controlando, nem como você os usa.

Quando os apps realizam ações automáticas com base na sua localização, como acender as luzes de casa, essas ações são iniciadas pelo HomeKit. Assim o app não sabe onde você está. Você pode desativar o uso da sua localização sempre que quiser.

Aprendizado de máquina

A Apple incorpora aprendizado de máquina para melhorar sua experiência e privacidade. Ele é utilizado para o reconhecimento de imagens e cenas no Fotos, para o texto preditivo do teclado e muito mais. Agora, permitimos que os desenvolvedores usem nossas estruturas, como o Create ML e o Core ML, para criar novas experiências com apps, sem que seus dados saiam do dispositivo. Dessa forma, os apps podem analisar o estado de espírito do usuário, classificar cenas, prever textos, identificar músicas e muito mais, sem colocar sua privacidade em risco.

ResearchKit e CareKit

O ResearchKit e o CareKit são estruturas de software de código aberto que aproveitam todos os recursos do iPhone. O ResearchKit permite que desenvolvedores criem apps para ajudar pesquisadores na coleta de dados confiáveis para estudos. E o CareKit permite aos desenvolvedores criarem apps que ajudem as pessoas a desempenhar um papel mais ativo no próprio bem-estar.

No ResearchKit, você escolhe em quais pesquisas quer entrar, quais quer compartilhar com pesquisadores e médicos e controla as informações enviadas a cada app. Os apps que usam o ResearchKit e o CareKit só poderão usar dados do app Saúde se você concordar. Todo app desenvolvido usando o ResearchKit para realizar pesquisas relacionadas à saúde precisa obter a autorização dos participantes e fornecer informações sobre direitos de confidencialidade, bem como sobre compartilhamento e uso dos dados coletados. Esses apps também precisam ser aprovados por um comitê de ética independente antes do estudo começar.

Em algumas pesquisas do ResearchKit, a Apple fará parte da lista de pesquisadores e, portanto, receberá dados dos participantes que concordarem em compartilhar. Isso nos permitirá entender, junto com a comunidade científica, como nossa tecnologia poderá ajudar as pessoas a cuidar da saúde.

Saiba mais sobre o ResearchKit e o CareKit

HealthKit

Com o HealthKit, os desenvolvedores criam apps de saúde e boa forma que podem compartilhar dados com o app Saúde e entre si. Como usuário, você controla quais informações do HealthKit são compartilhadas com cada app. Nossas diretrizes para desenvolvedores proíbem que os apps compatíveis com o HealthKit utilizem ou divulguem dados do HealthKit para fins publicitários ou de coleta de dados. Os apps podem compartilhar informações para ajudar na sua saúde ou em pesquisas da área, mas só com sua permissão. E qualquer dado dos Registros Médicos é criptografado e protegido com a senha do seu iPhone. Se você decidir compartilhar essas informações com apps confiáveis, elas vão diretamente do HealthKit para o app de terceiro e nunca para os servidores da Apple. Também exigimos que os apps compatíveis com o HealthKit exibam a política de privacidade para sua análise.

CloudKit

O CloudKit ajuda a manter suas preferências, ajustes e dados dos apps atualizados em todos os seus dispositivos. Os desenvolvedores usam o CloudKit para que você não precise iniciar uma sessão separadamente em cada aparelho. Eles não têm acesso ao seu ID Apple, só a um identificador exclusivo. Mas, se você autorizar, podem usar seu e-mail para permitir que outras pessoas encontrem você no app. É você quem controla essas permissões, que podem ser ativadas e desativadas a qualquer momento. Seus dados não são compartilhados com os desenvolvedores, a menos que você autorize o compartilhamento ou a publicação.